Endividamento

Endividamento do setor não financeiro sobe para 723 mil milhões em novembro

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal
Carlos Costa, governador do Banco de Portugal

Face a outubro de 2018, o endividamento do setor não financeiro aumentou 1,6 mil milhões de euros.

O endividamento do setor não financeiro aumentou em novembro de 2018 para 723,1 mil milhões de euros, mais 1,6 mil milhões de euros face a outubro, divulgou esta terça-feira o Banco de Portugal (BdP).

Do endividamento de 723,1 mil milhões de euros do setor do não financeiro (setor público e privado, excluindo empresas financeiras, como bancos) em novembro, 323,4 mil milhões de euros eram referentes ao setor público e 399,8 mil milhões de euros ao setor privado.

Face a outubro de 2018, o endividamento do setor não financeiro aumentou 1,6 mil milhões de euros, uma subida que “resultou do incremento de 1,2 mil milhões de euros no endividamento do setor público e do aumento de 0,4 mil milhões de euros no endividamento do setor privado”, segundo o BdP.

A instituição liderada por Carlos Costa refere que o acréscimo do endividamento do setor público “resultou, sobretudo, do aumento do endividamento face ao setor não residente e às próprias administrações públicas”.

Já no setor privado, o endividamento das empresas face ao setor financeiro aumentou 0,3 mil milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
João Leão e Mário Centeno. Foto: Tiago Petinga/Lusa

Governo impõe aumento de 0,3% na função pública. Impacto pode ser de 70 milhões.

João Leão e Mário Centeno. Foto: Tiago Petinga/Lusa

Governo impõe aumento de 0,3% na função pública. Impacto pode ser de 70 milhões.

Christine Lagarde, presidente do BCE. Fotografia: REUTERS/Johanna Geron

Lagarde corta crescimento da zona euro para apenas 1,1% em 2020

Outros conteúdos GMG
Endividamento do setor não financeiro sobe para 723 mil milhões em novembro