Novo Banco

Entrega ao Lone Star é “mais adequado” que nacionalizar Novo Banco, diz Centeno

Nacionalizar custaria mais de quatro mil milhões no imediato, exigiria aumentar os cortes na banca pública e desrespeitaria acordo anterior com CE

Questionado por Mariana Mortágua sobre os avançou ou estudos feitos pelo governo sobre a possibilidade de manter o Novo Banco na esfera pública ao invés de o entregar ao Lone Star, Mário Centeno referiu apenas que a solução encontrada foi a “mais adequada” para preservar as contas públicas.

“A solução de manutenção do banco na esfera pública nunca deixou de ser equacionada, nunca foi eliminada nenhuma solução. Neste momento, e perante esta solução, a avaliação que fizemos às contingências financeiras para as contas públicas leva-nos a concluir que no desenho desta transação, esta solução era a mais adequada para preservar esses princípios”, respondeu o ministro das Finanças.

 

Conforme o Ministério das Finanças esclareceu na altura ao Dinheiro Vivo, a nacionalização do NB teria vários impactos imediatos e não apenas financeiros. Além da injeção de “montantes superiores a quatro mil milhões de euros” logo “no momento inicial” da operação, a nacionalização iria ter “impactos significativos em termos de despedimentos e encerramento de balcões” exigidos à totalidade da banca pública.

Além disso, um outro obstáculo à nacionalização já vinha de agosto de 2014, já que o acordo então fechado entre o ex-governo e as autoridades europeias proibiu o prosseguimento desta via.

“Uma nacionalização desrespeitaria o acordo da República Portuguesa com as instituições europeias, pelo que não sabemos à partida se seria exequível”, explicou a tutela, lembrando o previamente acordado entre a República Portuguesa e Bruxelas relativamente ao ex-BES.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Banco de Portugal

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho

Pingo Doce

PD. Sindicato quer impugnar no Tribunal “golpada” no referendo do banco de horas

Hiper Pingo Doce__00266

Sindicato leva banco de horas do Pingo Doce a tribunal

Entrega ao Lone Star é “mais adequado” que nacionalizar Novo Banco, diz Centeno