cannabis

Este banco é líder em negócios de cannabis

O banco de investimento canadiano Canaccord Genuity tornou-se no líder na assessoria financeira de negócios de empresas de cannabis.

É um banco de investimento canadiano e não faz parte da liga dos gigantes mundiais na assessoria financeira mas tornou-se no líder em operações na indústria de cannabis.

Só este ano, o Canaccord Genuity já assessorou operações no setor da cannabis no valor de 5.150 mil milhões de dólares (3.370 milhões de euros), segundo dados da Bloomberg.

A indústria de cannabis é das mais ativas em termos de operações financeiras no Canadá e cresce o número de fusões e aquisições em vésperas da legalização do consumo da substância para fins recreativos no país, o que deverá acontecer no final deste ano. O setor está avaliado em 31 mil milhões de dólares canadianos (cerca de 20,3 mil milhões de euros), segundo a Bloomberg.

No passado dia 8 de junho, o Canadá votou a favor da legalização do uso de cannabis para fins recreativos, tornando-se no primeiro país do G7 a autorizar o consumo da substância.

Ainda não há uma data definida para a entrada em vigor da medida mas as empresas canadianas de cannabis, como a Canopy Growth e a Aphria, têm atraído interesse por parte de investidores já a pensar no novo mercado que se vai abrir. Nos últimos três anos, o índice North American
Marijuana, que segue a evolução da cotação de empresas do setor, valorizou mais de 300%.

O Canaccord, fundado em 1950, tornou-se no banco de investimento a que recorrem as empresas de cannabis quando querem fazer alguma operação financeira. Nos dois últimos anos, o banco de média dimensão conseguiu bater a concorrência na assessoria e financiamento de operações envolvendo empresas de cannabis.

Recentemente, foi o co-líder no financiamento da MedMen – uma loja online de venda de cannabis – e foi o assessor da MedReleaf que foi comprada pela Aurora Cannabis, naquele que foi até hoje a maior operação de consolidação no setor da cannabis, no valor de 2.300 milhões de dólares (1.500 milhões de euros).

A entrada do Canaccord na área de assessoria de negócios de cannabis começou há cerca de quatro ou cinco anos, quando o agora primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, prometeu em campanha legalizar o consumo de marijuana em geral.

“Nós sabíamos que haveria oportunidades e apetite nos mercados de capitais, como resultado, para entrarmos cedo, especialmente dado o quadro legal canadiano versus o resto do mundo”, disse Pat Burke, presidente de mercados de capitais do Canaccord numa entrevista recente à Business Insider. “A partir daí, evoluiu para um esforço muito maior”, adiantou.

Mas os bancos de investimento de maior peso estão a entrar no setor. O Bank of Montreal está a emergir como um dos bancos agressivos grandes bancos na indústria de cannabis, conta a Bloomberg. O BMO Capital Markets foi o assessor exclusivo da Aurora Cannabis na compra da MedReleaf.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Casas em leilão

Selo sobre venda de casas deu num ano mais 50 milhões de euros ao Estado

Former U.N. chief Kofi Annan addresses an advisory commission in Sittwe, Myanmar, September 6, 2016. REUTERS/Wa Lone

Kofi Annan: O diplomata premiado pela defesa da paz

Carlos Saturnino, Sonangol.

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Sonangol vai manter posições na Galp e no BCP

Outros conteúdos GMG
Este banco é líder em negócios de cannabis