Money Conference

EY: Clima, cibersegurança e privacidade são prioridades na banca

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  John Liver, Partner de Financial Services, Compliance and Conduct Offer Leader da EY

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )
Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel. John Liver, Partner de Financial Services, Compliance and Conduct Offer Leader da EY ( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

O especialista foi um dos oradores da 4ª Money Conference sobre 'Governance 2020- Transparência e Boas Práticas' promovida pelo DV, TSF e EY.

John Liver, partner da consultora EY, afirmou esta sexta-feira que as alterações climáticas, a cibersegurança e privacidade são prioridades para a banca nos próximos anos.

“Não vale a pena (um banco) ser capitalizado se os computadores não funcionam”, disse o especialista numa intervenção na 4ª Money Conference sobre ‘Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas’ promovida pelo Dinheiro Vivo, TSF e EY.

“A resiliência operacional significa mais para os reguladores do que a resiliência financeira”, adiantou.

Frisou que, no caso das alterações climáticas “vão ser um ‘game changer’ no setor”. Salientou que os bancos vão ter de passar a incorporar os riscos relacionados com o clima e o ambiente no seu modelo de negócio, nomeadamente na exposição a negócios e setores afetados por alterações climáticas ou proteção do ambiente.

Por exemplo, questionou que tipo de risco um banco vai atribuir a um cliente devedor cujo negócio esteja ligado a viaturas a gasóleo. “Os bancos vão ter de fazer mudanças na análise de crédito”, afirmou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

EY: Clima, cibersegurança e privacidade são prioridades na banca