Seguros

Fild Chile. Seguradora Fidelidade entra no Chile

Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens
Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Estratégia na América Latina está centrada no multiproduto. Equipa no Chile vai ter 60 pessoas

A Fidelidade reforçou a sua expansão internacional ao entrar no Chile, um mercado com uma dimensão de negócio similar a Portugal, anunciou hoje o grupo segurador português.

“A abertura da Fid Chile reforça a posição da seguradora portuguesa no mercado Latino-Americano, depois da aquisição da posição de controlo da empresa peruana La Positiva, no início deste ano”, além das operações que a Fidelidade já detém na Bolívia e no Paraguai, refere a Fidelidade em comunicado enviado à agência Lusa.

O mercado chileno de seguros tem uma dimensão similar ao mercado português, sendo que anualmente são emitidos cerca de 13 mil milhões de dólares (11,7 mil milhões de euros) em prémios, dos quais 3,9 mil milhões de dólares (3,5 mil milhões de euros) correspondem ao mercado não Vida, segundo dados de 2017, fornecidos pela seguradora.

A Fid Chile vai contar com uma equipa de cerca de 60 profissionais e, num primeiro momento, a sua estratégica focar-se-á nas cidades de Santiago, Viña del Mar, La Serena e Valdivia, com uma oferta de seguros direcionada para a área de proteção automóvel e proteção casa, incluindo incêndio e terramoto.

O montante do investimento não foi revelado à agência Lusa, mas o Diário Financeiro chileno noticiou que o investimento inicial ascende a 21 milhões de dólares (18,9 milhões de euros).

A estratégia da seguradora neste país da América Latina passa por posicionar-se como “uma companhia multiproduto P&C e multicanal”, lê-se no comunicado.

A Fid Chile vai também apostar em alianças com parceiros estratégicos locais, alavancadas numa rede ampla de corretores, grandes retalhistas e de ‘bancassurance’ (modelo de negócios em que as seguradoras chegam até os clientes pela venda principalmente de seguro de vida por intermédio das agências bancárias do mercado local).

O presidente do grupo Fidelidade, Jorge Magalhães Correia, disse, citado no comunicado, que “a entrada em mais um país latino-americano consolida a estratégia de internacionalização da companhia, que tem procurando expandir a sua atuação junto de mercados emergentes e com potencial de crescimento no setor segurador”.

A entrada no Chile permitirá, assim, ao grupo segurador português “continuar a diversificar o seu âmbito de atuação e a desenvolver novas oportunidades para o crescimento do negócio, consolidando ainda mais a sua presença internacional, que abrange os quatro continentes”, segundo o comunicado.

A Fidelidade afirma ser a seguradora líder de mercado em Portugal, tanto no ramo vida como não vida, com uma quota de mercado de cerca de 30,7%, e está presente em vários países, nomeadamente Angola, Cabo Verde, Moçambique, Espanha, França, Peru, Bolívia, Paraguai e Chile, bem como na Região Administrativa Especial de Macau.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Photo by Tobias SCHWARZ / AFP)

Tribunal suspende construção da Gigafactory da Tesla na Alemanha

A 89ª edição da Micam decorre em Milão de 16 a 19 de fereveiro. Fotografia: Direitos Reservados

Calçado quer duplicar exportações para o Japão em dois anos

Micam

Governo promete “soluções criativas” para ajudar as empresas

Fild Chile. Seguradora Fidelidade entra no Chile