Impostos

Onde entram as bitcoins no IRS? O que dizem as Finanças

A Autoridade Tributária poderá vir a ter informação formal para dar aos contribuintes sobre tributação de investimentos em moedas digitais.

Alguns contribuintes que em 2017 investiram em moedas digitais, como a bitcoin, andam ‘aos papéis’ para saber como declarar os seus investimentos em sede de IRS, já que a Autoridade Tributária não dispõem de um ofício nem de informação formal sobre a questão.

Artigo relacionado: Veja as novas tabelas de retenção na fonte de IRS

Uma porta-voz do Ministério das Finanças afirmou ao Dinheiro Vivo que a Autoridade Tributária poderá vir a ter informação formal para dar aos contribuintes sobre o tema, mas não para já. O Ministério remete os contribuintes para as respostas dadas ao DN/Dinheiro Vivo na notícia publicada no dia 24 de dezembro, com o título ‘Finanças: lucros com bitcoin não pagam imposto’.

Vários leitores têm contactado o DN/Dinheiro Vivo a pedir informação sobre o tema, na sequência daquela notícia. Os leitores procuram saber, nomeadamente, se existe um ofício da Autoridade Tributária sobre a questão ou onde podem encontrar a posição formal do fisco sobre o tema.

Segundo o Ministério das Finanças indicou ao DN/Dinheiro Vivo em dezembro, “a venda de bitcoins não é tributável em IRS face ao ordenamento fiscal português, designadamente no âmbito da categoria E (capitais) ou G (mais-valias), exceto quando, pela sua habitualidade, constitua uma atividade profissional ou empresarial do contribuinte, caso em que será tributado na categoria B”.

Quanto à venda de produtos pagos com moedas digitais, a resposta do Ministério das Finanças foi de que, “de acordo com informação da Autoridade Tributária, os produtos comprados com bitcoin pagam IVA”.

Esta quinta-feira, uma porta-voz das Finanças adiantou ao Dinheiro Vivo que, “dado existir um crescente interesse por moedas digitais, poderá vir a haver mais tarde um ofício ou informação da Autoridade Tributária sobre o tema”. Mas agora “ainda não há nenhum ofício nem informação mais formal”, afirmou a mesma porta-voz.

A forte valorização de moedas digitais como a bitcoin tem chamado a atenção de mais investidores portugueses, que procuram agora saber como declarar em sede de IRS aqueles investimentos. No caso da bitcoin, valia no início de 2017 cerca de 1000 dólares e segue agora a valer mais de 14.500 dólares.

As moedas digitais não têm regulação própria mas além de serem vistas como um ativo onde investir – como o dólar ou o ouro – também podem ser usadas em compras de produtos e serviços que as aceitem.

No mês passado, tanto o Banco de Portugal como a Comissão do Mercado de valores Mobiliários alertaram para os riscos de se estar exposto a moedas digitais. Hélder Rosalino, administrador do banco central, considerou que “as moedas virtuais têm vindo a alimentar o debate público não pela sua suposta função de instrumento de pagamento, mas sobretudo pela sua intensa atividade nas plataformas de negociação e especulação”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

Fachada da Caixa Geral de Depósitos. 
(Sarah Costa / Global Imagens)

Clientes da CGD sem acesso ao serviço Caixadirecta

App Stayaway covid

App Stayaway Covid perto do milhão de downloads. 46 infetados enviaram alertas

Onde entram as bitcoins no IRS? O que dizem as Finanças