banca

Goldman Sachs anuncia saída do seu dirigente Harvey Schwartz

Goldman Sachs
Goldman Sachs

O grupo bancário norte-americano Goldman Sachs anunciou hoje a saída de um dos seus co-presidentes, Harvey Schwartz, no próximo dia 20 de abril.

O grupo bancário norte-americano Goldman Sachs anunciou hoje a saída de um dos seus co-presidentes, Harvey Schwartz, no próximo dia 20 de abril.

Com esta saída, o outro co-presidente e diretor de operações, David Solomon, de 56 anos, será o principal candidato à sucessão do presidente executivo do banco de investimento, Lloyd Blankfein.

Na passada sexta-feira, The Wall Street Journal afirmou que Lloyd Blankfein pretende retirar-se até ao final do ano e que Schwartz e Solomon estariam bem colocados para lhe sucederem.

A saída de Blankfein ainda não foi confirmada oficialmente, mas o banco informou hoje que Schwartz vai abandonar as funções de co-presidente e diretor de operações a partir de 20 de abril. Não foram explicadas as razões da sua saída.

Schwartz, de 54 anos, trabalhou durante duas décadas no principal banco de investimento norte-americano e assumiu funções de co-presidente em janeiro de 2017 juntamente com Soloman, quando Gary Cohn deixou o cargo para se tornar conselheiro económico da Casa Branca. Gary Cohn apresentou a sua demissão de conselheiro de Donald Trump na semana passada.

No comunicado do grupo, Blankfein disse que vai continuar a trabalhar com Solomon para expandir o Goldman Sachs, sem dar quaisquer sinais sobre as suas próprias intenções.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mario Draghi. Fotografia: BCE

Draghi. Salários já não são grande ameaça à inflação

O Bastonário Marinho e Pinto

Batalha “pela liberdade na internet” decidida amanhã

Fotografia: Benoit Tessier/Reuters

Novas compras de media pela Altice é cenário “pouco provável”

Outros conteúdos GMG
Goldman Sachs anuncia saída do seu dirigente Harvey Schwartz