Despedimentos

Grupo Deutsche Bank corta até 500 postos de trabalho em todo o mundo

ODeutsche Bank está a cortar entre 250 e 500 postos de trabalho em todo o mundo.

O banco alemão Deutsche Bank está a cortar entre 250 e 500 postos de trabalho em todo o mundo nas áreas de negócios de banca corporativa e banca de investimento, segundo a agência de informação financeira Bloomberg.

Entre as pessoas dispensadas estão quadros intermédios e altos de Nova Iorque e Londres, segundo fontes que pediram anonimato. Já o Deutsche Bank recusou comentar estas informações.

O grupo alemão tem vindo a levar a cabo um processo de reestruturação com cortes de custos, em que se inclui a redução de pessoal. O banco já cortou milhares de postos de trabalho desde 2015.

Em 2017, o grupo Deutsche Bank registou prejuízos de 497 milhões de euros, ainda assim melhores do que os resultados de 2016.

Na apresentação das contas, em início de fevereiro, o presidente do banco, John Cryan, disse que a instituição financeira conseguiu os primeiros lucros antes dos impostos dos últimos três anos, e que “os números vermelhos” registaram-se por causa da reforma fiscal nos Estados Unidos da América.

O primeiro banco da Alemanha sofreu, assim, perdas pelo terceiro ano consecutivo, depois das perdas de 1.350 milhões de euros em 2016 e de quase 6.800 milhões de euros em 2015.

O Deutsche Bank tem uma sucursal em Portugal que, em 2017, registou resultados antes de impostos de 7,3 milhões de euros (ME) em 2017, o que compara com 33,5 milhões de euros registados no período homólogo de 2016. O resultado líquido não é conhecido.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, fala perante a Comissão de Trabalho e Segurança Social, na Assembleia da República, em Lisboa, 26 de junho de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Mais 93 mil novas pensões atribuídas até julho

Luís Lima, APEMIP

Imobiliárias temem fuga de clientes com nova lei de combate ao branqueamento

Outros conteúdos GMG
Grupo Deutsche Bank corta até 500 postos de trabalho em todo o mundo