Banca de investimento

Haitong com lucro recorde: 11 milhões até junho

haitong

Os resultados comparam com um prejuízo de 2 milhões na primeira metade de 2018. Banco já tem autorização para abrir em Macau.

“Sentido de dever cumprido” pelo “progresso na oferta de valor aos nossos stakeholders“. É desta forma que o CEO do Haitong Bank, Wu Min, reage aos lucros líquidos de 11 milhões de euros que o antigo BESI conseguiu no primeiro semestre deste ano, uma melhoria face aos prejuízos de 2 milhões de euros obtidos em igual período do ano passado.

“O modelo de negócio permitiu ao Grupo Haitong expandir a sua atividade cross-border por novas geografias. A combinação da presença nos mercados ocidentais com um acesso único aos fluxos de transações chinesas permitiu acrescentar uma nova dimensão ao modelo de negócio do grupo como player em atividades cross-border. Neste sentido, é com satisfação que podemos afirmar que contribuímos para aumentar a oferta de valor acrescentado do Grupo Haitong”, conclui o CEO.

O produto bancário cresceu 30% para 57 milhões de euros, o resultado operacional do banco aumentou 260% para 18 milhões de euros e os custos operacionais mantiveram-se em cerca de 39 milhões de euros, resultados que, para Wu Min, revelam a “sustentabilidade do modelo de negócio do banco”.

“Nos primeiros seis meses de 2019, o Haitong Bank atingiu um lucro recorde de 11 milhões de euros. Além disso, continua a ser um dos bancos mais capitalizados no sistema bancário”, refere o banco num comunicado divulgado esta terça-feira no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

O rácio de fundos próprios principais de nível 1 (phased-in) fixou-se em 24,3%. A qualidade dos ativos, expressa no rácio de crédito malparado atingiu os 4,6%, excluindo a Irlanda.

“Quando iniciámos funções há quase dois anos, as prioridades para o Haitong Bank era ‘pôr a casa em ordem’, implementar e recuperar a credibilidade do banco junto dos seus parceiros e dos reguladores. Os resultados do Haitong Bank no primeiro semestre de 2019 demonstram que continuamos a cumprir estes objetivos”, adianta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Haitong com lucro recorde: 11 milhões até junho