crédito à habitação

INE: Taxa de juro no crédito à habitação regista queda ligeira

Fotografia: Global Imagens
Fotografia: Global Imagens

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação caiu 0,1 pontos base para 1,023% em fevereiro, face ao mês anterior.

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação caiu 0,1 pontos base para 1,023% em fevereiro, face ao mês anterior, anunciou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Desde setembro de 2017 que a taxa de juro no crédito à habitação registava uma subida mensal consecutiva.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, verificou-se uma subida de 0,7 pontos base para 1,602%.

“Para o destino de financiamento Aquisição de Habitação, o mais relevante no conjunto do crédito à habitação, a taxa de juro implícita para o total dos contratos foi 1,045%, igual ao observado no mês anterior”, diz o INE.

A prestação média vencida desceu um euro face a janeiro, para 239 euros. O capital
médio em dívida para a totalidade dos contratos de crédito à habitação desceu para 51.726 euros, invertendo a tendência de subida que registava desde agosto de 2017.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
As associações representativas dos taxistas marcaram para esta quarta-feira uma manifestação nacional contra a promulgação pelo Presidente da República do diploma que regula as plataformas electrónicas de transporte como a Uber, Cabify, Taxify e Chaffeur Privé. Manifestação de Lisboa.
Táxis junto à rotunda do Marquês de Pombal 
( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Plataformas de transportes ganham pouco com concentração dos taxistas

Revolução nas transferências de dinheiro já chegou a Portugal

Mário Pereira (administrador) e Inês Drummond Borge (diretora de marketing) da Worten

Fotografia: D.R.

Worten tem um marketplace. Vai começar a vender sofás e colchões

Outros conteúdos GMG
INE: Taxa de juro no crédito à habitação regista queda ligeira