banca

Lloyds com lucro de 6,85 mil milhões de euros

António Horta Osório, presidente do Lloyds.
António Horta Osório, presidente do Lloyds.

O resultado líquido do banco liderado por Horta-Osório teve uma subida de 13% em 2018.

O lucro líquido do Lloyds Banking Group aumentou 24% para 4.400 milhões de libras (5.064 milhões de euros) em 2018 face a 2017, na sequência da operacionalização de um forte plano estratégico, anunciou hoje o banco britânico.

Em comunicado enviado hoje à Bolsa de Valores de Londres, o grupo bancário liderado pelo português António Horta-Osório reportou um lucro antes de impostos de 5.960 milhões de libras (6.859 milhões de euros), mais 13% do que no mesmo período do ano anterior.

Em sentido inverso, as receitas do Lloyds diminuíram 35,4% em 2018 face a 2017, situando-se nos 22.091 milhões de libras (25.426 milhões de euros).

O rácio empréstimos/depósitos situou-se, em 31 de dezembro do ano passado, em 107%, tendo o rácio de capital CET1 sido de 13,9%.

Segundo os dados hoje divulgados pelo banco britânico, os depósitos dos clientes atingiram 416.000 milhões de libras (478.816 milhões de euros) no final de 2018 e os empréstimos somaram 444.000 milhões de libras (511.044 milhões de euros).

O presidente do Conselho de Administração do Lloyds, António Horta-Osório, considerou que 2018 “foi um ano forte a nível estratégico e financeiro” e importante para a afirmação do banco no mundo digital, na sequência da aplicação da terceira fase do seu plano estratégico, que prevê um investimento superior a 3.000 milhões de libras (3.453 milhões de euros).

“Registámos mais um ano de subida do lucro, assim como de fortalecimento do capital, e como resultado pudemos recomendar a distribuição de dividendos mais altos aos investidores”, lê-se numa mensagem de Horta-Osório constante do comunicado.

Segundo o presidente do Lloyds, a economia do Reino Unido demostrou ser resiliente em 2018, com um forte nível de emprego e um crescimento do produto interno bruto (PIB), apesar da perspetiva a curto prazo ser incerta.

O Lloyds Banking Group propôs uma recompra de ações no valor de 1.750 milhões de libras (2.014 milhões de euros), o que representa una rentabilidade total para os investidores de 4.000 milhões de libras (4.604 milhões de euros), uma subida de 26% face ao ano anterior.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: direitos reservados

RGPD. Um ano depois, mercado português pede maturidade e legislação

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Outros conteúdos GMG
Lloyds com lucro de 6,85 mil milhões de euros