banca

Lloyds prepara-se para cortar mais mil postos de trabalho

(Fotografia: EPA/ANDY RAIN)
(Fotografia: EPA/ANDY RAIN)

Redução de mil trabalhadores faz parte do plano geral de acabar com nove mil empregos no Lloyds até 2017.

O Lloyds Banking Group deverá revelar esta quinta-feira planos para cortar mais mil postos de trabalho, resultado do avanço de uma nova fase da reestruturação a três anos que a entidade liderada pelo português António Horta Osório colocou em marcha no ano passado.

A notícia foi avançada esta noite pela Sky News, que detalha que a redução de mil trabalhadores faz parte do plano geral de acabar com nove mil empregos na instituição até 2017. Até ao momento, detalha o canal inglês, e sem contar com os cortes que serão anunciados na quinta-feira, o Lloyds já cortou 2360 postos dos nove mil definidos como objectivo.

Fontes contactadas pela Sky apontam no entanto que alguns dos afetados com os cortes a anunciar esta semana serão reintegrados noutros locais ou empresas do grupo Lloyds, com a instituição a tentar desta forma conter o total de cortes abaixo dos mil. Já o grupo bancário recusou prestar quaisquer esclarecimentos.

O plano de redução de nove mil postos de trabalho até 2017 que o Lloyds tem atualmente em prática prevê igualmente o fecho de 200 balcões.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP

Exportações e turismo afundam 9,6% e geram recessão de 2,3% no 1º trimestre

Cartões de crédito e débito. Fotografia: Global Imagens

Malparado: 10% das famílias com crédito está em incumprimento

Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Um quarto das empresas de alojamento e restauração está em incumprimento

Lloyds prepara-se para cortar mais mil postos de trabalho