Despedimentos

Lloyds vai fechar 49 balcões no Reino Unido e eliminar 1.230 postos de trabalho

António Horta-Osório lidera o Lloyds
António Horta-Osório lidera o Lloyds

O Lloyds Banking Group informou hoje que vai fechar 49 balcões no Reino Unido e eliminar 1.230 postos de trabalho.

O Lloyds Banking Group informou hoje que vai fechar 49 balcões no Reino Unido e eliminar 1.230 postos de trabalho.

O banco inglês explicou em comunicado que espera “redistribuir” todos os colaboradores envolvidos no fecho de quase meia centena de balcões “sempre que seja possível”.

O grupo garantiu que simultaneamente está a criar 925 empregos noutras áreas de negócio, pelo que, insistiu, a saída total de trabalhadores “será de 305”.

Um porta-voz do Lloyds disse que esta ação se deve “ao aumento dos canais móveis e digitais” e às necessidades dos clientes no seu “dia a dia”.

“Esta iniciativa surge como consequência de o número de clientes que visita os nossos balcões se ter reduzido nos últimos anos”, disse a mesma fonte à agência espanhola EFE.

O Lloyds Banking Group obteve um lucro de 3.547 milhões de libras (4.022 milhões de euros) em 2017, mais 41% face ao ano anterior, depois de ter melhorado o serviço aos clientes, segundo informou a instituição em fevereiro passado.

O presidente executivo do Lloyds, António Horta-Osório, disse que 2017 foi “um ano importante para a instituição”, já que em maio o Governo britânico concluiu a venda das ações que o Estado detinha no grupo financeiro, o que permitiu que este voltasse a ser propriedade privada.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Governo ganha 128 milhões de euros em receita com aumentos da função pública

Autoridade para as Condições do Trabalho

Inspetores do Estado contra “140 anos para chegar ao topo da carreira”

Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

Incentivos fiscais à inovação dão 200 milhões às empresas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Lloyds vai fechar 49 balcões no Reino Unido e eliminar 1.230 postos de trabalho