Lucro do Banco BIG cresce 24% no primeiro trimestre

Carlos Rodrigues, presidente do Banco BIG
Carlos Rodrigues, presidente do Banco BIG

O Banco BIG registou um resultado líquido de 20,6 milhões de euros, no primeiro trimestre deste ano. Um montante que representa um crescimento de 24% face a igual período de 2013.

Este resultado foi suportado pelo aumento de 27% do produto bancário para 83,5 milhões de euros, e de 30% dos depósitos a clientes para 724 milhões de euros.

Carlos Rodrigues, Presidente do
Conselho de Administração do BiG, referiu que “o desempenho do
Banco BiG no primeiro trimestre deste ano beneficiou da visão mais
confiante e optimista da generalidade dos investidores sobre o
desempenho das economias periféricas da Europa ao longo dos últimos
meses”.

O rácio de crédito e depósitos caiu, face ao período homólogo, de 34,3% para 19,6%. Já o rácio de crédito vencido caiu para 0,01%.

No final do primeiro trimestre, o rácio ‘core tier 1’ situava-se em 35,7%.

“No decorrer do corrente ano, o Banco
pretende continuar a focar-se na preservação de capital, controlo
de riscos e gestão de liquidez, mantendo-se igualmente atento aos
muitos desafios que a economia portuguesa ainda terá que enfrentar”.

“Acreditamos que 2014 poderá ainda
apresentar outras oportunidades para o BiG, apesar de considerarmos
que as questões fundamentais que levaram Portugal a um pedido de
resgate estão longe de estarem resolvidas, e consequentemente a
actual crise longe do seu fim”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Lucro do Banco BIG cresce 24% no primeiro trimestre