BPI

BPI regista lucro de 23 milhões de euros até setembro

O presidente executivo do BPI, Pablo Forero. (Foto: António Cotrim/Lusa)
O presidente executivo do BPI, Pablo Forero. (Foto: António Cotrim/Lusa)

O lucro líquido consolidado recorrente do BPI subiu 71%, em termos homólogos, para 312 milhões de euros, entre janeiro e setembro deste ano.

O Banco BPI registou um lucro líquido de 23 milhões nos nove meses de 2017, que compara com um lucro consolidado de 183 milhões de euros em igual período do ano anterior, anunciou o BPI.

“Significa que o banco foi capaz de absorver as perdas de 212 milhões de ajuste contabilístico de venda de 2% e desconsolidação do BFA e dos 77 milhões de euros de custos com o plano de saídas voluntárias” de funcionários, afirmou Pablo Forero, presidente-executivo do BPI, na apresentação dos resultados do banco.

O banco, que desde fevereiro pertence ao grupo CaixaBank, registou um aumento de 71% do seu lucro líquido consolidado recorrente, em termos homólogos, para 312 milhões de euros, dos quais 152 milhões de euros provenientes da atividade em Portugal.

Assim, os resultados da atividade em Portugal melhoraram 96 milhões de euros, face aos primeiros nove meses de 2016.

“Os resultados são bons e estamos a progredir bem, sobretudo na área comercial”, adiantou Forero.

A margem financeira do BPI desceu para 300,8 milhões de euros de 304,7 milhões de euros.

Os recursos totais de clientes subiram 1.800 milhões de euros para 34.742 milhões de euros, com os fundos de investimento a subir 13,3%, em termos homólogos.

O rácio de crédito em risco do BPI situou-se em 3,3% no final de setembro, com a cobertura por imparidades e colaterais a fixar-se em 151%.

“Temos todo o capital que precisamos”, sublinhou Pablo Forero que destacou ainda que o banco “tem muita liquidez”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Algarve, Portugal. Fotografia: D.R.

Algarve lança campanha. “Fiquem em casa para regressarem com mais saudade”

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

BPI regista lucro de 23 milhões de euros até setembro