banca

Lucros do Santander sobem 14% para 1867 milhões de euros

O negócio português representou 5% dos lucros do banco, com um aumento de 3,8% para os 125 milhões de euros.

O banco Santander apresentou esta quarta-feira um resultado líquido de 1867 milhões de euros no primeiro trimestre do ano, um aumento de 14,3% face ao período homólogo.

Nas contas publicadas hoje na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a instituição liderada por Ana Botín revela um aumento dos ganhos antes de impostos de 17% para os 3311 milhões de euros.

O negócio português representou 5% dos lucros do banco, com um aumento de 3,8% para os 125 milhões de euros. O Santander explica o crescimento em Portugal com “o aumento do número de clientes, o menor custo do crédito e um forte controlo de custos”.

Já o Brasil consolidou-se enquanto principal mercado do Santander, com 26% do negócio. Os lucros aumentaram 76,8% para os 634 milhões de euros.

Em Espanha o Santander ganhou 362 milhões de euros, mais 17,7% face ao homólogo. O banco angariou 1,5 milhões de clientes no período em análise, passando a contar com uma carteira de 15,5 milhões milhões de clientes.

A Europa representa 52% do negócio do Santander, enquanto a América concentra os restantes 48%.

“Começámos bem o ano em todos os nossos mercados, com um crescimento especialmente forte na América Latina, Espanha e no negócio de financiamento do consumo. Estamos a aumentar o número de clientes e a adiantar o cumprimento dos nossos objetivos e mantemos a nossa posição enquanto um dos bancos mais eficientes, rentáveis e previsíveis do mundo”, salienta a presidente do banco no comunicado enviado ao mercado.

Ana Botín destaca ainda que as perspetivas sobre o futuro do banco se mantêm “positivas”, apesar do ambiente de incerteza que ainda se vive no setor financeiro.

Segundo a responsável, “espera-se que todas as economias dos nossos principais mercados cresçam este ano e acreditamos que o modelo de negócio, juntamente com a execução consistente da nossa estratégia, permitirá que consigamos continuar a oferecer no futuro o melhor aos nossos clientes e equipas, ao mesmo tempo que geramos um crescimento rentável”.

Para hoje está também agendada a publicação das contas trimestrais do Santander Totta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Teste - Redação DV

Liberdade e sustentabilidade dos media, com ou sem apoio do governo?

Regime dos residentes não habituais garante isenção de IRS a quem recebe pensões do estrangeiro.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Primeiros 18 residentes não habituais prestes a perder benefício

Miguel Albuquerque, do PSD Madeira.

Projeção. PSD perde maioria absoluta na Madeira

Outros conteúdos GMG
Lucros do Santander sobem 14% para 1867 milhões de euros