depósitos

Luis de Guindos insta à criação de um fundo europeu de garantia de depósitos

Luis de Guindos. Fotografia:  REUTERS/Susana Vera
Luis de Guindos. Fotografia: REUTERS/Susana Vera

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, instou hoje à conclusão da criação de um fundo europeu de garantia de depósitos, um dos pilares da união bancária que “infelizmente” não avança à velocidade desejada.

Durante uma intervenção numa conferência financeira em Madrid, Guindos sublinhou que este fundo de garantia de depósitos europeu deve ser uma prioridade, ainda que não seja o único desafio da ansiada união bancária.

Entre outros, Guindos citou um mecanismo único de resolução que já está decidido que dependerá do Mecanismo de Estabilidade Europeu (MEDE), para entrar em vigor o mais tardar em 2024, que seja fiscalmente neutro e “que não custe nem um euro aos contribuintes”.

Juntamente com a prioridade deste fundo de garantia de depósitos, Guindos referiu-se à necessidade de melhorar o tratamento regulatório e a criação de um ativo seguro comum para a zona euro, que deve ser concluído de maneira a não comprometer os ativos e a facilitar a transmissão da política monetária.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Biedronka assegura 68% das vendas; Pingo Doce 24%

Jerónimo Martins vai impugnar coima de 24 milhões na Polónia

Parque Eólico

EDP Renováveis vende sete parques eólicos à Finerge em Espanha

Luís Máximo dos Santos é presidente do Fundo de Resolução.

Fundo de Resolução diz que comprador da GNB tinha a proposta “mais atrativa”

Luis de Guindos insta à criação de um fundo europeu de garantia de depósitos