associação montepio

Marques Mendes. Há uma “reviravolta” no negócio do Montepio com a Santa Casa

Tomás Correia, Presidente da Associação Mutualista do Montepio. Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens
Tomás Correia, Presidente da Associação Mutualista do Montepio. Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

O Governo deixou cair a ideia de fazer entrar a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa com 200 milhões de euros no capital do Montepio. Haverá participação mas “modesta”.

“Uma má notícia para o Governo mas uma boa notícia para o país”. Luís Marques Mendes contou esta noite na SIC que fracassou o negócio Santa Casa da Misericórdia de Lisboa/Montepio, pelo menos nos termos em que estava inicialmente previsto (a SCML entraria com 200 milhões de euros).

Para o comentador político, está-se perante uma “reviravolta” e surgiram três sinais disso: A decisão, segundo o Provedor [da SCML, Edmundo Martinho] era para ser tomada em Janeiro” mas já “estamos em Março e ainda não há decisão, porque tudo mudou”; por outro lado, “a avaliação do Montepio feita pelo Haitong ficou muito abaixo dos 2 mil milhões” e “tão abaixo que a Misericórdia escondeu o valor exato”; por último, “a indicação de Manuel Teixeira para administrador não executivo [do Montepio] é outro sinal de que a operação inicial não se faz”. Porque “se se fizesse, a Misericórdia teria um administrador executivo”.

Leia mais em www.dn.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
( Pedro Rocha / Global Imagens )

Défice atinge 1,9% até junho. Meta do governo é de 0,7%

casas de lisboa

Preço das casas ainda sobe, mas já está a abrandar

José Neves, CEO da Farfetch. Fotografia:  REUTERS/Toby Melville

Farfetch capta 885 milhões no IPO

Outros conteúdos GMG
Marques Mendes. Há uma “reviravolta” no negócio do Montepio com a Santa Casa