Cartel na banca

Montepio admite recorrer da multa da Concorrência

Sede da Caixa Económica Montepio Geral

( Gustavo Bom / Global Imagens )
Sede da Caixa Económica Montepio Geral ( Gustavo Bom / Global Imagens )

O Montepio foi um dos dois bancos que aderiu ao regime de clemência e colaborou com a Concorrência no processo.

O Banco Montepio, um dos dois bancos que colaborou com a Autoridade da Concorrência (AdC) no processo do alegado cartel da banca, admitiu esta sexta-feira recorrer da condenação para o tribunal, tal como fizeram outros cinco bancos.

O Montepio foi condenado a pagar 26 milhões de euros de multa mas beneficiou de uma redução de 50% por ter aderido ao regime de clemência.

“O Banco Montepio, não se conformando com a decisão, suscetível de recurso para o Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão, adotará todas as medidas necessárias à defesa dos seus melhores interesses”, refere num comunicado divulgado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

O anúncio de recursos para a Justiça por parte dos bancos surge numa altura em que estão a ser estudados pedidos de indemnização, nomeadamente através de uma possível ação coletiva da DECO-Associação para a Defesa do Consumidor.

A AdC condenou 14 bancos a pagar 225 milhões de euros por durante mais de uma década terem alegadamente trocado informação comercial sensível sobre oferta de crédito, lesando os consumidores.

A maior multa foi atribuída à Caixa Geral de Depósitos que foi condenada a pagar 82 milhões de euros. O banco estatal negou a existência de um cartel e afirmou que os consumidores não foram prejudicados.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

(João Silva/ Global Imagens)

Papel higiénico, conservas:em 2 semanas, portugueses gastam 585 milhões no super

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

140 mortos e 6408 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Montepio admite recorrer da multa da Concorrência