banca

Montepio: Félix Morgado não se demite da presidência do banco

Mandato de José Félix Morgado termina em dezembro de 2018
Mandato de José Félix Morgado termina em dezembro de 2018

A Associação Mutualista Montepio Geral diz-se surpreendida com as notícias que apontam para a saída de José Félix Morgado

José Félix Morgado não se vai demitir da presidência do Caixa Económica Montepio Geral mas não concorda com a nomeação de novos administradores, disse fonte do banco.

“Ao contrário do que tem sido veiculado, José Morgado não se vai demitir”, afirmou aquela fonte ao Dinheiro Vivo.

Esta informação surge após confirmação de que o gestor estava de saída da liderança do Montepio. A SIC Notícias noticiou a saída do presidente do Montepio devido a divergências com a estrutura acionista do banco. E adiantava que tanto a Mutualista como a Santa Casa da Misericórdia querem nomear em breve dois novos administradores para o banco. O gestor só terminaria o seu mandato no final de 2018.

A Associação Mutualista Montepio Geral diz-se surpreendida com as notícias que apontam para a saída de José Félix Morgado da liderança da Caixa Económica Montepio Geral até ao final do ano.

“Para a Associação Mutualista, a tomada de posição de Félix Morgado foi recebida com total surpresa. A ser verdade, estas declarações que têm vindo a público só o responsabiliza”, afirmou fonte oficial da Mutualista ao Dinheiro Vivo.

Tomás Correia anunciou publicamente alterações na administração do banco, o que apanhou Félix Morgado de surpresa.

O gestor não concorda com alterações à administração antes do final do seu mandato, apurou o Dinheiro Vivo.

(Atualizada às 22H30)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministros de 21 economias vão reunir-se em Macau

Poder de compra dos portugueses tem maior subida desde o ano 2000

Fotografia: António Pedro Santos/Lusa

Precários dos fundos comunitários integrados mais depressa

min

Pedro Marques: “Classe 2 pode ser bloqueio a viaturas mais eficientes”

Outros conteúdos GMG
Montepio: Félix Morgado não se demite da presidência do banco