Montepio

Montepio suspende negociação e começa a sair de bolsa

Tomás Correia. Fotografia: ANDRÉ KOSTERS /LUSA
Tomás Correia. Fotografia: ANDRÉ KOSTERS /LUSA

Depois da conversão da instituição em sociedade anónima e da extinção do fundo de participação, o Montepio passará a controlar 99,7% da CEMG

O Montepio começou a sair da Bolsa de Lisboa. A instituição comunicou esta terça-feira a suspensão da negociação das unidades de participação da Caixa Económica, depois de terem sido publicados os resultados da oferta pública de aquisição (OPA) realizada pela Associação Mutualista sobre o Fundo de Participação. A Mutualista ficou com 98,3% da Caixa Económica Montepio Geral (CEMG).

A suspensão da negociação tem “efeitos a partir do dia 12 de setembro (inclusive) e até ao registo comercial definitivo da transformação da CEMG em sociedade anónima, agendado para dia 14 de setembro de 2017”, refere o Montepio em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A partir de sexta-feira, acrescenta o Montepio, as unidades de participação emitidas “serão excluídas do Euronext Lisbon, estando a efetiva exclusão condicionada ao efetivo registo comercial da transformação”. Depois da conversão da instituição em sociedade anónima e da extinção do fundo de participação, o Montepio passará a controlar 99,7% da CEMG.

Assim que a Associação Mutualista controlar 100% da CEMG – com a perda da qualidade de sociedade aberta -, poderá vender parte do capital a entidades da economia social, como relembrou na segunda-feira Tomás Correia, presidente da mutualista. A Santa Casa de Lisboa poderá ser uma das entidades a integrar o capital do Montepio; em junho, foi assinado um memorando de entendimento nesse sentido.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

A presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, conversa com o presidente e CEO da PTT Exploration and Production (PTTEP), Phongsthorn Thavisin durante a conferência de imprensa de anúncio da venda da Partex à empresa tailandesa, na sede da fundação em Lisboa
TIAGO PETINGA/LUSA

Gulbenkian vende negócio do petróleo e gás. Onde vai investir agora?

Fotografia: D.R.

Deficiência. Peritos aconselham troca de benefícios fiscais por outros apoios

Outros conteúdos GMG
Montepio suspende negociação e começa a sair de bolsa