banca

Montepio vai criar veículo para financiar PMEs na Bolsa

Dulce Mota, CEO do Banco Montepio e Carlos Tavares, chairman do Banco.
Fotografia: Gustavo Bom / Global Imagens
Dulce Mota, CEO do Banco Montepio e Carlos Tavares, chairman do Banco. Fotografia: Gustavo Bom / Global Imagens

Carlos Tavares anunciou, na apresentação do BEM, que o banco pretende criar uma Sociedade de Investimento Mobiliário para Fomento da Economia (SIMFE).

O novo Banco de Empresas Montepio (BEM) prevê criar, até ao final deste ano, uma sociedade que vai servir para ajudar as pequenas e médias empresas (PME) a obterem financiamento através do mercado de capitais.

Carlos Tavares, chairman do Banco Montepio, anunciou esta sexta-feira, à margem da apresentação do BEM, que o banco pretende criar uma Sociedade de Investimento Mobiliário para Fomento da Economia (SIMFE) – um veículo de financiamento – que comprará títulos (dívida e ações) de PMEs e que será cotada em Bolsa – à semelhança da Flexdeal.

O BEM – que reúne a vertente de banca comercial e de banca de investimento – tem um universo potencial de clientes de 5.000 empresas portuguesas.

“É do sucesso das empresas que se fazem os bons indicadores macroeconómicos”, afirmou Carlos Tavares na apresentação do BEM.

Em comunicado, o BEM promete que vai “ajudar a resolver problemas há muito identificados no nosso tecido empresarial, como os constrangimentos à capitalização e ao acesso a fontes de financiamento alternativas por parte das empresas”.

O novo banco para empresas vai contar “com 10 Espaços Empresa – situados em Aveiro, Braga, Leiria, Lisboa e Grande Lisboa, Porto e Grande Porto, Faro e Viseu – onde os clientes encontrarão um espaço de proximidade e atendimento personalizado pelos nossos gestores”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente do conselho de administração executivo da EDP, António Mexia, fala perante a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, na Assembleia da República em Lisboa, 26 fevereiro de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Novos presidentes interinos da EDP e EDP Renováveis revelados ainda hoje

Sede da EDP 
(Gerardo Santos / Global Imagens)

CMVM suspende negociação da EDP e da EDP renováveis

(DR)

Covid-19 empurra 10,9% compras no super. Gastou-se 4,6 mil milhões até junho

Montepio vai criar veículo para financiar PMEs na Bolsa