banca

Novo Banco com intenções de pedir mais de mil milhões ao Fundo de Resolução

Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA
Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

O reforço visa permitir ao banco que resultou da resolução do BES em 2014 reforçar os seus rácios de capital.

O Novo Banco vai pedir mais de mil milhões ao Fundo de Resolução. O valor ultrapassa o teto máximo definido pelo Ministério das Finanças no Orçamento do Estado para 2019 – 850 milhões de euros, avança o Jornal Económico, esta sexta-feira.

A injeção de capital ocorre no âmbito do mecanismo de capital contingente que foi acordado aquando da venda de 75% do banco ao fundo Lone Star. O semanário revela que fontes próximas ao processo confirmaram a informação, dando conta da necessidade de o banco liderado por António Ramalho acelerar a redução do rácio de NPL (crédito não produtivo) “num processo cujo timing nem sempre é compatível com venda ao melhor preço destes créditos a fundos internacionais”.

O reforço de capital deverá ser anunciado em março, adianta o jornal sem revelar como obteve esta informação.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa. (Fotografia: Mário Cruz/ Lusa)

Carlos Costa: “Não participei nos 25 grandes créditos que geraram perdas” à CGD

Pedro Granadeiro / Global Imagens

Reclamações. Anacom acusa CTT de divulgar informação enganosa

Paulo Macedo, presidente da CGD

CGD cumpre “com margem significativa” requisitos de capital do BCE

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Novo Banco com intenções de pedir mais de mil milhões ao Fundo de Resolução