banca

Novo Banco vende carteira de imóveis, espera receber 389 milhões

Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA
Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

O valor final a receber pelo Novo Banco encontra-se dependente da carteira final de ativos a alienar.

O Novo Banco vendeu uma carteira de imóveis, com o valor bruto contabilístico de 716,7 milhões de euros, a entidades detidas por fundos geridos pela norte-americana Anchorage Capital Group, esperando receber 388,9 milhões de euros na operação que deverá estar concluída até ao final do ano.

“Esta transação representa mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não estratégicos do Novo Banco, prosseguindo este a sua estratégia de foco no negócio bancário”, afirma o banco num comunicado divulgado esta quarta-feira no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

O contrato-promessa assinado pelo Novo Banco envolve a carteira de ativos imobiliários ‘Projeto Viriato’, que “é composta por 8.726 propriedades com usos residencial, incluindo estacionamentos, industrial, comercial e terrenos”.

“O Novo Banco prevê que a transação se conclua até ao final do ano, assim que reunidas todas as condições associadas à sua formalização. O Novo Banco estima receber 388,9 milhões de euros no contexto do Projeto Viriato”, adianta. Explica que o valor final encontra-se dependente da carteira final de ativos a alienar.

“Após a concretização da venda, a gestão da carteira será realizada pela Lace Investment Partners e uma equipa de servicers de referência em Portugal na gestão deste tipo de ativos, que irão incorporar nos seus quadros até 30 colaboradores do Novo Banco”, afirma.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
GI11122018DIANAQUINTELA004

Vídeo em direto. Qual a receita de sucesso para exportar?

GI11122018DIANAQUINTELA004

Vídeo em direto. Qual a receita de sucesso para exportar?

Fotografia: Rui Coutinho / Global Imagens

Liveblog: Qual a receita de sucesso para exportar?

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Novo Banco vende carteira de imóveis, espera receber 389 milhões