CGD

Ofertas pela CGD em Espanha rondam os 250 milhões

Paulo Macedo, presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos. MANUEL DE ALMEIDA / LUSA
Paulo Macedo, presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos. MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

Abanca terá apresentado a proposta que mais convence o governo português mas Cajamar e o fundo norte-americano Cerberus estão também na corrida.

O governo português recebeu três propostas para a compra da filial espanhola da Caixa Geral de Depósitos (CGD), com as ofertas a situar-se entre os 250 milhões de euros e os 300 milhões de euros.

Abanca terá apresentado a proposta que mais convence o governo português mas Cajamar e o fundo norte-americano Cerberus estão também na corrida, e este último apresentou a oferta com o valor mais alto, noticia o diário digital espanhol Vozpópuli, esta segunda-feira.

O espanhol Cinco Días noticiou na semana passada que o Abanca era o favorito para comprar a CGD em Espanha e que Cajamar e Cerberus tinham também apresentando propostas vinculativas.

O governo português aprovou a venda do Banco Caixa Geral em maio deste ano. A venda do ativo faz parte do plano estratégico para o banco público assumido com Bruxelas no âmbito da recapitalização da CGD.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), e o primeiro-ministro, António Costa (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Presidente já tem nomes dos novos ministros

Agricultura

Salários agrícolas disparam no Algarve e Lisboa

twitter-mobile-app-ss-1920-960x540_c

Twitter pia mais fino, milhões de utilizadores voaram

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Ofertas pela CGD em Espanha rondam os 250 milhões