Consumo

Pagamentos contactless não chegam a 10%. Menos só em Israel

Visa-Contactless-Card-1

Número cresceu em quase um quarto apenas por causa dos estrangeiros que nos visitam, revela a Visa.

Se Portugal é conhecido por criar soluções e se adaptar a elas com alguma facilidade, parece que o mundo dos pagamentos é uma realidade à parte. No país que inventou o Multibanco, os pagamentos por contacless não chegam ainda aos 10%, revela a Visa.

Nos movimentos feitos pelos estrangeiros que nos visitam, esta forma de pagar teve um crescimento de 22% no último par de anos, verificando-se ainda um aumento de 10% no volume de pagamentos internacionais e território nacional. O que mostra que o sistema contactless já é bastante comum lá fora — com cerca de metade das transações a ser feitas por esta via no que respeita a pagamentos rápidos, seguros e convenientes com cartões de débito e crédito — mas custa a arrancar em Portugal. Segundo a Visa, nos primeiros 18 a 24 meses a tecnologia contactless evoluiu para uma taxa de penetração superior a 50% na maioria dos mercados.

Na Austrália este sistema é já usado em mais de 90% das transações dos consumidores, na Polónia perto de 100%, no Reino Unido e Canadá está acima dos 50%. Portugal não chega aos 10%, ficando apenas à frente de Israel no ranking europeu.

“Portugal tem vindo a receber por ano uma média de 20 milhões de turistas e estes estão altamente familiarizados com novas tecnologias de pagamento como o contactless mas aqui debatem-se com barreiras como a taxa de aceitação de pagamentos através de marcas internacionais ou contactless”, lamenta Paula Antunes da Costa, country manager da Visa em Portugal. “Estes obstáculos levam a que a generalidade dos estrangeiros recorra a pagamentos com dinheiro, o que deixa de ser vantajoso dada a importância que o setor do turismo representa atualmente para a economia nacional”, acrescenta.

Supermercados, restaurantes de fast food, farmácias e transportes são alguns dos locais onde, ainda assim, se verifica uma tendência de crescente adoção da tecnologia, que está a expandir-se nos pagamentos móveis, ainda que a ritmo lento. Atualmente, 37% dos portugueses admitem utilizar o cartão contactless (eram menos de 30% há dois anos), encontrando-lhe vantagens como a segurança, rapidez e facilidade relativamente a outros métodos, e prevê-se que os pontos de pagamento com esta tecnologia disponível atinjam os 20 mil no país até ao final do verão.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

EDP. (REUTERS/Eloy Alonso)

Concorrência condena EDP Produção a multa de 48 milhões

Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves.
Maria João Gala / Global Imagens

Secretário de Estado da Proteção Civil demitiu-se

Outros conteúdos GMG
Pagamentos contactless não chegam a 10%. Menos só em Israel