Criptomoedas

PayPal abandona projeto da nova moeda libra do Facebook

Facebook
Foto: REUTERS/Stephen Lam

O projeto do Facebook tem estado sobre grande pressão por parte de reguladores, políticos e bancos centrais.

O processador de pagamentos norte-americano PayPal tornou-se no primeiro membro a abandonar a Libra Association, a entidade criada pelo Facebook para lançar a moeda virtual libra.

O anúncio foi feito na última sexta-feira através de um comunicado divulgado junto dos media. No comunicado, a PayPal afirma que “tomou a decisão de renunciar à participação na Libra Association nesta altura e de continuar a concentrar-se em desenvolver a nossa atual missão e prioridades de negócio”.

O projeto do Facebook tem estado sobre grande pressão por parte de reguladores e bancos centrais. A União Europeia está a investigar a nova criptomoeda por suspeitas de que poderá vir a ter vantagens injustas sobre as rivais. Recentemente, a Moody’s alertou que moedas como a libra do Facebook podem diminuir o poder dos bancos centrais.

A intenção do Facebook é integrar uma carteira virtual baseada na libra, denominada Calibra, nos seus serviços, incluindo na app de mensagens mais popular a nível global, o WhatsApp, e no Messenger, que servem milhares de milhões de utilizadores.

O Finantial Times já tinha noticiado que a PayPal estava prestes a abandonar o projeto do Facebook de lançar uma nova moeda digital. Outros membros do projeto estão dúvidas, incluindo a Visa, a Mastercard e a Stripe.

Uma fonte próxima da PayPal disse ao Finantial Times que a empresa receava que o Facebook não tinha feito o suficiente para lidar com as questões regulatórias que envolvem a libra, incluindo preocupações sobre branqueamento de capitais.

Este anúncio levanta dúvidas sobre o futuro do projeto de criar a nova moeda, que tem estado a ser liderado pelo ex-presidente da PayPal, David Marcus.

O projeto conta agora com 27 membros que deverão investir no mínimo 10 milhões de euros na criação da nova moeda. Segundo o Finantial Times, os membros deverão assinar uma declaração a confirmar a sua adesão ao projeto até segunda-feira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Turistas passeiam na baixa de Quarteira dia 19 de março de 2020. (LUÍS FORRA/LUSA)

Desemprego no Algarve triplica em maio por quebras no turismo

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

OE Suplementar: Oposição levou 263 propostas a votação, passaram 35

O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Orçamento Suplementar em 5 minutos

PayPal abandona projeto da nova moeda libra do Facebook