Banco de Portugal

Portugueses gastaram mais de mil milhões no estrangeiro durante o verão

Fotografia: REUTERS/Charles Platiau
Fotografia: REUTERS/Charles Platiau

O valor foi o mais alto de sempre, segundo os dados revelados esta terça-feira pelo Banco de Portugal

Os portugueses não olharam a gastos nas férias de verão. Segundo os dados publicados esta terça-feira pelo Banco de Portugal, entre julho e setembro foram batidos recordes em compras no estrangeiro.

Em três meses, as compras feitas com cartões portugueses fora do país totalizaram 1093 milhões de euros, mais 24% do que no ano passado. Foram ainda registadas 22,2 milhões de operações, mais 34% face a 2017.

Segundo a análise do Banco de Portugal, os pagamentos com cartão no estrangeiro têm vindo a aumentar nos últimos cinco anos. O pico teve lugar em agosto: foram registados 7,7 milhões de operações e gastos 384 milhões de euros.

Em cada compra, os portugueses gastam em média 49 euros.

A maior parte das operações foram registadas no Reino Unido, Espanha e Países Baixos. Juntos, estes três destinos representam mais de 50% do número total de compras dos portugueses no estrangeiro. Seguem-se França, Irlanda e Luxemburgo. Nos Estados Unidos foram registados 3% do total.

Já em valor, foi em Espanha, Reino Unido e França que os portugueses gastaram mais dinheiro durante as férias de verão.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, discursa na cerimónia de lançamento do Projeto de Divulgação Cultural do Novo Banco. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Banca custou ao Estado mais 1,5 mil milhões de euros em 2019, agora ajude

coronavirus portugal antonio costa

Proibidos ajuntamentos com mais de cinco pessoas. Aeroportos encerrados

O primeiro-ministro, António Costa, fala aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros após a Assembleia da República ter aprovado o decreto do Presidente da República que prolonga o estado de emergência até ao final do dia 17 de abril para combater a pandemia da covid-19, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 2 de abril de 2020. 
 MÁRIO CRUZ/POOL/LUSA

Mapa de férias pode ser aprovado e afixado mais tarde do que o habitual

Portugueses gastaram mais de mil milhões no estrangeiro durante o verão