Banco Mundial

Presidente do Banco Mundial demite-se três anos antes de cumprir o mandato

Novembro de  2018.  REUTERS/Thomas Peter
Novembro de 2018. REUTERS/Thomas Peter

Jim Yong Kim deixa o cargo três anos antes do fim do mandato, com efeitos a partir de 01 de fevereiro. Será substituído por Kristalina Georgieva.

O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, anunciou esta segunda-feira a sua demissão, que será efetiva em 01 de fevereiro, disse em comunicado a instituição, citada pelas agências de notícias internacionais. A atual diretora executiva do Banco Mundial, Kristalina Georgieva, vai suceder ao cargo.

O médico norte-americano de origem sul-coreana, que é presidente do Banco Mundial há seis anos, sai bem antes do termo do seu mandato, previsto para final de 2022.

“Foi uma honra servir como Presidente desta instituição notável, cheia de pessoas apaixonadas e dedicadas à missão de acabar com a pobreza extrema”, disse numa declaração esta segunda-feira, citado pelo Financial Times.

Jim Yong Kim irá voltar ao setor privado, a uma empresa que investe em infraestruturas em países em desenvolvimento, segundo o comunicado.

O Banco Mundial tem sede em Washington, nos Estados Unidos, e é dos maiores financiadores de projetos de infraestrutura em países em desenvolvimento. As suas políticas são alvo de controvérsia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (D), e o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (E), participam na conferência de imprensa no final de uma reunião, em Loures. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Costa: “Há países que foram colocados em listas vermelhas por retaliação”

João Rendeiro, ex-gestor do BPP

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a pena de prisão

O deputado do Partido Social Democrata (PSD) Ricardo Batista Leite. (RODRIGO ANTUNES/LUSA)

PSD quer transferir reuniões do Infarmed para o parlamento

Presidente do Banco Mundial demite-se três anos antes de cumprir o mandato