banca

Raize lança mercado de depósitos bancários

Através do mercado da fintech portuguesa os bancos vão poder lançar ofertas e captar depósitos.

A Raize vai lançar um mercado de depósitos bancários ainda em 2018 e promete “taxas de juro mais atrativas” para os depositantes.

“A oferta dos depósitos será definida pelos próprios bancos que utilizarão a Raize para captar depósitos de retalho e diversificar as suas fontes de financiamento”, refere a fintech portuguesa num comunicado divulgado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

“Através do marketplace de depósitos de Raize, vai ser possível abrir contas bancárias junto de bancos nacionais sem qualquer custo para o depositante”, refere a empresa.

Adianta que os depósitos ficam abrangidos pelo Fundo de Garantia de Depósitos e vão poder ser constituídos até 100.000 euros por instituição bancária.

Lembra que existem hoje em Portugal cerca de 143 mil milhões de euros em depósitos bancários de particulares, dos quais 84% aufere uma remuneração inferior a 0.18% ao ano.

“A maioria dos depósitos estão concentrados em cinco grandes instituições o que faz com que não haja incentivo a remunerar os aforradores. O marketplace de depósitos da Raize vai ser importante para canalizar recursos para instituições mais pequenas e fomentar a poupança dos portugueses”, afirmou José Maria Rego, co-fundador da Raize, citado no comunicado.

A empresa frisa que se tornou nos últimos quatro anos “numa das maiores comunidades de investimento em Portugal, com uma base de investidores que ultrapassa atualmente as 45 mil pessoas”. E destaca que é “um dos financiadores de referência” de pequenas e médias empresas do país.

A Raize adianta que o marketplace de depósitos da Raize vai utilizar o mecanismo da Chave Móvel Digital para apoiar o processo de abertura de conta.

“Celebrámos com a Agência da Modernização Administrativa – tutelada pela Secretaria de Estado da Presidência do Conselho de Ministros – um protocolo no início do ano para utilizar esta nova ferramenta de identificação de pessoas à distância. Trata-se de um mecanismo verdadeiramente inovador e que vai revolucionar a forma como interagimos com os serviços financeiros em Portugal, referiu Afonso Fuzeta Eça, co-fundador da fintech, citado no mesmo comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Raize lança mercado de depósitos bancários