depósitos

Raize: plataforma de depósitos oferece juros até 1,25%

Equipa Raize: José Maria Rego, Afonso Eça e António Marques. (Fotografia: Raize)
Equipa Raize: José Maria Rego, Afonso Eça e António Marques. (Fotografia: Raize)

O montante mínimo é de 5.000 euros. As taxas de juro brutas oscilam entre os 0,5% no prazo a seis meses e 1,25% a 36 meses.

A Raize já arrancou com a sua plataforma de depósitos a prazo, com a remuneração a atingir os 1,25% brutos para um prazo de 36 meses.

A fintech portuguesa tinha anunciado o lançamento desta plataforma em fevereiro deste ano. “A oferta dos depósitos será definida pelos próprios bancos, que utilizarão a Raize para captar depósitos de retalho e diversificar as suas fontes de financiamento”, disse a empresa, num comunicado a anunciar a plataforma.

Estão disponíveis atualmente quatro tipos de depósitos a prazo do Banco Português de Gestão: a seis, 12, 24 e 36 meses. O montante mínimo é de 5.000 euros. As taxas de juro brutas oscilam entre os 0,5% no prazo a seis meses e 1,25% a 36 meses.

“No mercado de depósitos pode constituir depósitos a prazo junto de bancos nacionais de forma imediata e sem custos. Os depósitos constituídos estão cobertos pelo Fundo de Garantia de Depósitos até ao montante de 100.000 euros por pessoa em cada banco”, refere a Raize no site da plataforma.

Em março de 2019, a taxa de juro média dos novos depósitos até um ano de sociedades não financeiras foi de 0,10%, menos um ponto base do que no mês anterior, divulgou ontem o Banco de Portugal. Nos particulares, o valor médio da taxa de juro dos novos depósitos até um ano reduziu um ponto base, para 0,12%, o que representa um novo mínimo histórico.

Os depósitos de particulares nos bancos em Portugal totalizavam 144,9 mil milhões de euros de euros no final de março.

A notícia do arranque da plataforma foi primeiro dada pelo Jornal de Negócios esta quarta-feira.

“A maioria dos depósitos estão concentrados em cinco grandes instituições o que faz com que não haja incentivo a remunerar os aforradores. O marketplace de depósitos da Raize vai ser importante para canalizar recursos para instituições mais pequenas e fomentar a poupança dos portugueses”, afirmou José Maria Rego, co-fundador da Raize, citado no comunicado divulgado em fevereiro.

Para aceder ao mercado de depósitos é necessário proceder à validação de identidade com recurso à Chave Móvel Digital (CMD).
Os depósitos não implicam custos para os aforradores, que podem fazer reforços até 10.000 euros por pessoa, em cada banco.
Os depósitos podem ser mobilizados a qualquer altura. Após solicitar a mobilização antecipada, os fundos são transferidos sem custos para a sua conta Raize e podem demorar até 5 dias úteis a ficar disponíveis, explica a empresa na plataforma.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Raize: plataforma de depósitos oferece juros até 1,25%