BCP

Nuno Amado: “Reforço da Fosun demonstra confiança no caminho do BCP”

Nuno Amado, Presidente Executivo do Millennium BCP. Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens
Nuno Amado, Presidente Executivo do Millennium BCP. Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

Líder do BCP diz que redução de ativos problemáticos "está a decorrer a um ritmo mais intenso do que o apresentado ao mercado e aos supervisores"

O presidente executivo do BCP, Nuno Amado, destacou o reforço da participação que o grupo chinês Fosun detém no banco, hoje anunciado, considerando que reflete a confiança no caminho que está a ser percorrido pela instituição.

“Este reforço está alinhado com o interesse estratégico que a Fosun oportunamente comunicou ao mercado e demonstra a confiança no caminho que está a ser prosseguido pelo Millennium bcp”, considerou o gestor numa nota escrita enviada à Lusa.

Segundo Nuno Amado, o aumento da participação da Fosun, que passou a deter mais de 25% do capital social do banco, reforçando o estatuto de maior acionista, “reflete o desempenho económico-financeiro do banco, incluindo a robustez do modelo de negócio e a redução dos NPEs [ativos problemáticos]”.

E acrescentou: “Redução essa que está a decorrer a um ritmo mais intenso do que o apresentado ao mercado e aos supervisores. Isto confirma a continuada confiança de todos, investidores e reguladores na estratégia apresentada e na execução da mesma”.

A Chiado, filial do grupo Fosun, anunciou hoje que passou a deter uma participação de 25,16% no capital social do BCP, na sequência de transações de títulos efetuadas a 08 de setembro.

A filial do grupo Fosun detinha 23,92% do capital social do BCP, registando-se um aumento de 1,24 pontos percentuais.

Paralelamente, foi também hoje anunciado que o Norges Bank passou a deter uma participação de 2,544% do capital social do BCP, na sequência de transações efetuadas igualmente no dia 08 de setembro.

O Banco Central da Noruega detinha 2,541% do capital social do BCP, registando-se um aumento de 0,003 pontos percentuais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Inspeção Geral das Finanças tem inquérito a decorrer.

IGF detetou ilegalidades de 1900 milhões de euros em 2016

Patrick Drahi lidera grupo Altice. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Acionistas da dona do Meo apresentam queixa por “informação falsa ou enganosa”

Fotografia: JOSÉ COELHO/LUSA

OE2018: Aprovado aumento extraordinário de 6 ou 10 euros nas pensões

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Nuno Amado: “Reforço da Fosun demonstra confiança no caminho do BCP”