banca

Revolut quer recrutar 400 em Portugal. Estas são as vagas que estão abertas

Vlad Yatsenko e  Nik Storonsky, co-fundadores da Revolut. Foto: D.R.
Vlad Yatsenko e Nik Storonsky, co-fundadores da Revolut. Foto: D.R.

A rival digital dos bancos tem abertas 35 vagas para posições no seu novo escritório em Matosinhos.

A britânica Revolut, rival digital da banca convencional, quer recrutar até 400 profissionais para o seu novo centro de suporte operacional global em Matosinhos. Atualmente tem abertas 35 posições para o novo escritório, que será o segundo maior centro de suporte da Revolut na Europa.

A empresa, que já emprega 70 colaboradores no país, está à procura profissionais nas áreas de “relação com clientes, reclamações, investigação de transferências, e crime financeiro”.

“Portugal está a emergir rapidamente como um hub de fintechs na Europa e estamos extremamente orgulhosos em integrar esse movimento com a criação de até 400 novos postos de trabalho”, afirmou Nik Storonsky, fundador e presidente executivo da Revolut citado num comunicado divulgado esta segunda-feira.

“No ano passado, aquando da minha visita a Lisboa para a Web Summit, ficou muito claro para mim que o país abraçou integralmente os benefícios que a tecnologia financeira tem para oferecer”, adiantou.

O centro, que deverá estar pronto no final deste ano, envolve um investimento de cerca de quatro milhões de euros.

A Revolut anunciou a abertura do seu escritório em Matosinhos em fevereiro deste ano. A empresa conta com mais de 250 mil clientes em Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Bruxelas agrava projeção de contração em Portugal para 9,8%

Fotografia: Orlando Almeida/ Global Imagens.

SATA pede auxílio ao Estado no valor de 163 milhões de euros

Comissão Europeia, Bruxelas (REUTERS)

Bruxelas revê estimativas. Economia da zona euro deverá recuar 8,7% em 2020

Revolut quer recrutar 400 em Portugal. Estas são as vagas que estão abertas