banca

Revolut vai começar a aceitar depósitos e a conceder crédito em 2019

Revolut aplicação

A fintech britânica conseguiu uma licença bancária europeia e vai 'roubar' ainda mais clientes aos bancos tradicionais.

A Revolut vai disputar ainda mais o negócio da banca tradicional após ter conseguido uma licença bancária europeia, o que vai permitir que a fintech britânica comece a aceitar depósitos e a conceder crédito a particulares e a empresas.

A empresa também quer fornecer serviços de negociação de ações livres de comissões.

“A Revolut vai começar a implementar os seus novos produtos no próximo ano, inicialmente focando em países europeus mais pequenos antes de eventualmente levar a nova licença para mercados-chave incluindo o reino Unido, França, Alemanha e Polónia”, refere a fintech em comunicado.

Portugal é o sétimo maior mercado da empresa e a Revolut previa em setembro que até ao final de 2018 pelo menos 20 mil clientes portugueses já iriam ter a sua conta bancária principal na empresa, em vez de num banco tradicional. Até agora, a Revolut tem oferecido aos clientes portugueses um serviço de abertura rápida de conta que pode depois ser usada para pagamentos e transferências, sem comissões.

A Revolut foi lançada em 2015 e conta com mais de 2,5 milhões de clientes em toda a Europa e até à data processou 180 milhões de transações, num volume total de 22 mil milhões de euros.

A fintech previa em setembro que as suas receitas iriam aumentar quatro vezes em 2018, para 57 milhões de euros, de 14,3 milhões de euros no ano passado, suportadas no forte aumento do número de clientes e novos produtos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Foto: DR

IMI baixa para mais de 24 mil famílias que pediram reavaliação

António Mexia lidera a EDP desde 2005

António Mexia, CEO da EDP, ganhou 6.000 euros por dia em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Revolut vai começar a aceitar depósitos e a conceder crédito em 2019