banca

Santander eleito Banco do Ano

O CEO do Santander Totta, Pedro Castro Almeida. (António COTRIM/LUSA)
O CEO do Santander Totta, Pedro Castro Almeida. (António COTRIM/LUSA)

Instituição foi distinguida como a melhor em Portugal pela The Banker, publicação do FT.

É mais um a somar a uma conta que deve orgulhar a instituição financeira e chega apenas três semanas depois do último prémio recebido. O Santander foi ontem distinguido, em Londres, como o Banco do Ano em Portugal, pela revista The Banker, do Grupo Financial Times, no âmbito dos The Banker Awards 2019, depois de, no início do mês, o seu private banking ter sido já considerado pela revista Global Finance como o melhor em Portugal, no âmbito dos The World’s Best Private Banks Awards for 2020, que selecionou as instituições com o melhor serviço de banca privada em todo o mundo.

“O Santander continua a registar um crescimento sustentado e a estratégia centrada no cliente e no digital tem merecido a confiança dos nossos clientes, como mostram os resultados que temos vindo a apresentar”, reagiu o CEO, Pedro Castro e Almeida. E afiançou que deverá “terminar 2019 com o melhor resultado de sempre”.

Os prémios ontem entregues em Londres são considerados uma referência na excelência bancária, reconhecendo as instituições com maior capacidade de gerar resultados, de obter vantagens estratégicas e de responder da melhor forma nos seus mercados, com a publicação a destacar aqui “a posição de liderança que o Santander assumiu no setor bancário português nos últimos anos, descrevendo a sua história de crescimento como resultado da estratégia centrada no cliente e no compromisso com a inovação digital”. A revista do FT sublinha ainda o facto de o “Santander estar a desenvolver uma nova metodologia de trabalho ágil, que combina o conhecimento de diferentes equipas com uma abordagem mais inovadora, colaborativa e digital para alcançar os seus objetivos”.

A revista analisou o ano de 2018, período em que o Santander atingiu um resultado líquido de 500 milhões de euros (+14,6%), fruto do crescimento de indicadores como a margem financeira (+24,3%) e respetivo produto bancário (+10%). Já este ano, o Banco apresentou nos primeiros noves meses um resultado líquido de 390,6 milhões de euros.

Para além do Santander em Portugal, o grupo anunciou distinções semelhantes em Espanha, no Chile e na Argentina.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
dbrs-1060x594

DBRS mantém rating de Portugal em ‘BBB’ e perspetiva estável

O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

App Stayaway covid

App Stayaway Covid perto do milhão de downloads. 46 infetados enviaram alertas

Santander eleito Banco do Ano