contrato

Santander ganha contrato com instituto da Segurança Social

Contrato com duração de três anos prevê uma série de serviços de pagamento para aquela instituição pública.

O banco Santander Totta assegurou um contrato de 3,49 milhões de euros para a prestação de serviços bancários ao Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS), segundo a informação disponibilizada no portal BASE.

O banco ultrapassou concorrentes como a Caixa Geral de Depósitos (CGD), o BPI e o Novo Banco ao apresentar a proposta financeiramente mais atrativa, com o preço mais baixo, o principal critério do concurso.

Em causa está a prestação de “serviços de banco de apoio associado ao multibanco serviço especial”, segundo a informação divulgada. O contrato tem a duração de um ano, renovável até três, onde atinge o valor de 3,49 milhões de euros.

Isto significa, segundo a primeira cláusula do contrato que o Santander Totta assume o estatuto de “banco de apoio associado ao pagamento da taxa social única dos trabalhadores independentes, do serviço doméstico, trabalhadores agrícolas e seguro social voluntário, através da rede Multibanco –pagamentos ao Estado – segurança social (Multibanco Serviço Especial)”.

“Caberá ao Santander Totta creditar todos os montantes referentes ao pagamento da taxa social única pagos pelos trabalhadores independentes, do serviço doméstico e pelos beneficiários de seguro social voluntário, por meio de transferência eletrónica de fundos, através da Rede Multibanco – serviço especial”, especifica o contrato.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Santander ganha contrato com instituto da Segurança Social