crédito à habitação

Taxa de juro do crédito à habitação negativa até 2025

Fotografia: Arquivo/ Global Imagens
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Nos casos em que a Euribor seja superior ao spread, os bancos estão obrigados a devolver aos clientes o diferencial negativo.

Depois de o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, ter anunciado, na semana passada, uma nova ronda de estímulos e um corte da taxa dos depósitos de 10 pontos base para -0,5%, as novas expectativas mantêm as Euribor em valores de negativos até junho de 2025, escreve o Jornal de Negócios.

Os contratos futuros colocam a taxa a três meses em -0,165%, quando no início do mês de julho, estes contratos antecipavam que a Euribor regressasse a valores positivos em março de 2024, nove anos depois de se te estreado a negociar em terreno negativo.

Além de ter cortado a taxa dos depósitos e ter mantido a taxa de referência em 0%, o BCE anunciou ainda o arranque de um novo programa de compra de ativos no valor de 20 mil milhões de euros mensais, a começar já em novembro.

Nos casos em que a Euribor seja superior ao spread, os bancos estão obrigados a devolver aos clientes o diferencial negativo. De acordo com os dados da Deco, no ano passado, a banca devolveu cerca de 1,8 milhões de euros aos clientes com empréstimos à habitação, devido às taxas Euribor negativas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes. MÁRIO CRUZ/LUSA

Ministro do Ambiente mantém linha circular no Metro de Lisboa

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Governo esclarece que subsídio de refeição mantém-se em teletrabalho

pandemia de covid-19 (coronavírus) portugal corona virus concelho

246 mortos e 9886 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Taxa de juro do crédito à habitação negativa até 2025