crédito à habitação

Taxa de juro no crédito à habitação volta a subir em março

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens
Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro desceu de 1,423% para 1,396%, segundo o INE.

A taxa de juro implícita nos contratos de crédito à habitação subiu pelo quarto mês consecutivo, em março, igualando os 1,066% registados em julho de 2016. Mas, nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa desceu de 1,423% para 1,396%, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas, esta segunda-feira.

Em fevereiro, a taxa tinha-se situado em 1,061%. O capital médio em dívida subiu 166 euros, para 52.609 euros, e a prestação média vencida aumentou um euro, para 245 euros. Para os contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida foi 98.328 euros, mais 36 euros do que em fevereiro.

“Para o destino de financiamento Aquisição de Habitação, o mais relevante no conjunto do crédito à habitação, a taxa de juro implícita para o total dos contratos subiu 0,6 pontos base, para 1,089%. Nos contratos celebrados nos últimos 3 meses, a taxa de juro para este destino de financiamento desceu 3,1 pontos base em março, para 1,382%”, adianta o INE.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
trabalho emprego comissão europeia

Bruxelas quer criar 5 novos impostos e dar 15 mil milhões de euros a Portugal

Vieira da Silva, ex-ministro do Trabalho e Segurança Social. 
Fotografia: Natacha Cardoso / Global Imagens

Governo deve reforçar apoios sociais e aos jovens e rever o lay-off

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

1356 mortos e 31292 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Taxa de juro no crédito à habitação volta a subir em março