crédito à habitação

Taxas Euribor descem a três, seis e a 12 meses

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens
Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

O atual valor máximo desde julho de 2018 da Euribor a seis meses, de -0,227%, foi registado em 27 de março.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, desceu 0,004 pontos para -0,367%, depois de ter registado pela primeira vez em 24 de julho o atual mínimo de sempre de -0,368%.

O atual valor máximo desde julho de 2018 da Euribor a seis meses, de -0,227%, foi registado em 27 de março.

No prazo a três meses, as taxas desceram 0,002 pontos para -0,377%, contra o atual mínimo de sempre, de -0,378% na sexta-feira passada.

O atual máximo desde julho de 2018 da Euribor a três meses, de -0,306%, foi registado pela primeira vez em 24 de janeiro.

Já no prazo de 12 meses, a taxa Euribor desceu 0,004 pontos para -0,304%, face a quinta-feira, contra o atual mínimo, de -0,321%, registado em 24 de julho.

A Euribor a 12 meses subiu até ao atual máximo desde julho de 2018, de -0,108%, pela primeira vez em 06 de fevereiro.

As taxas Euribor a três, a seis e a 12 meses entraram em terreno negativo em 2015, em 21 de abril, 06 de novembro e 05 de fevereiro, respetivamente.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Taxas Euribor descem a três, seis e a 12 meses