Agências de rating

Fitch. CaixaBank tira ‘rating’ do BPI de patamares especulativos

Foto: DR
Foto: DR

Fitch justifica decisão com integração do BPI num grupo de grande dimensão mas também pelo "compromisso firme" do CaixaBank com o mercado português

A Fitch Ratings anunciou esta tarde que reviu em alta a avaliação a nota de crédito do BPI de “BB” para “BBB-“, patamar que significa a saída do banco da categoria de junk bond, vulgarmente referida como “lixo”, ou seja de cariz especulativo.

A decisão desta agência de rating surge na sequência do sucesso da oferta pública de aquisição lançada pelo grupo catalão CaixaBank sobre o BPI, que marca a transformação deste banco em uma entidade dependente de Espanha e de um grupo bancário de maior dimensão.

O grupo espanhol fechou ontem a OPA sobre o BPI tendo chegado ao fim da operação com 84,52% do capital do banco, participação que compara com os 45,5% que detinha até então. A melhoria das condições de financiamento do BPI foi um dos aspetos positivos apontados pelo líder do CaixaBank como consequência da tomada do banco.

Segundo o comunicado da agência a dar conta do upgrade do rating do BPI, a decisão vem refletir o entendimento de que “em caso de necessidade” haverá “uma grande probabilidade do BPI receber mais apoio do seu parente, CaixaBank”. Esta leitura é reforçada pelo facto da Fitch identificar nos catalães um “compromisso” firme com o mercado português:

“A Fitch acredita que Portugal é um mercado estrategicamente importante para o CaixaBank, como demonstra o longo apoio dado ao BPI (com uma participação minoritária desde 1995) e a sua vontade em tomar o controlo do banco apesar do capital consumido pela operação e das dificuldades inerentes a uma aquisição fora de fronteiras.”

Mas este compromisso do CaixaBank será tão profundo quanto o mercado português vier a justificar, sublinham os analistas da agência. “A propensão do CaixaBank para apoiar o BPI está ligado ao ambiente operacional de Portugal, já que esse ambiente afeta a atratividade do BPI e do seu impacto no perfil de risco global do CaixaBank.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Teste - Redação DV

Liberdade e sustentabilidade dos media, com ou sem apoio do governo?

Regime dos residentes não habituais garante isenção de IRS a quem recebe pensões do estrangeiro.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Primeiros 18 residentes não habituais prestes a perder benefício

Miguel Albuquerque, do PSD Madeira.

Projeção. PSD perde maioria absoluta na Madeira

Outros conteúdos GMG
Fitch. CaixaBank tira ‘rating’ do BPI de patamares especulativos