montepio geral

Tomás Correia: OPA é “fundamental” para criar grupo financeiro social

Tomás Correia, presidente da Associação Mutualista do Montepio.
( Gustavo Bom / Global Imagens )
Tomás Correia, presidente da Associação Mutualista do Montepio. ( Gustavo Bom / Global Imagens )

"É um importante passo para dar corpo à estratégia de tornar a CEMG na Instituição Financeira da Economia Social", diz líder da Mutualista

O presidente da Associação Mutualista, António Tomás Correia, vê a oferta pública de aquisição agora anunciada sobre o capital da Caixa Económica Montepio Geral como “uma medida fundamental” para a construção de uma “instituição financeira da economia social”, projeto que está a ser debatido com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

A Associação Mutualista, dona da maioria do banco Caixa Económica Montepio, anunciou ao final da tarde o lançamento de uma OPA sobre as unidades de participação representativas do capital do banco Montepio que ainda não detém, podendo investir até 106 milhões de euros na compra dos 26,5% visados.

Em comunicado, António Tomás Correia apontou que a OPA faz parte do processo de transformação do Montepio em sociedade anónima, cujo objetivo último será o de que “o capital social da CEMG venha a ser detido, na maior extensão possível, por entidades da economia social”. Daí a vontade de concentrar os títulos nas mãos da Mutualista, até para retirar o banco da bolsa. Posteriormente este capital será então ‘redistribuído’ por outros interessados no projeto, oriundos do campo social.

“É um importante passo para dar corpo à estratégia de tornar a CEMG na Instituição Financeira da Economia Social, podendo assim contribuir ativamente para o desenvolvimento do nosso país”, conclui Tomás Correia.

O anúncio da OPA surgiu quatro dias após o anúncio da assinatura de um memorando de entendimento entre a Mutualista e a Santa Casa para a entrada desta ultima no capital do banco, além de outras entidades da economia social.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

Tomás Correia: OPA é “fundamental” para criar grupo financeiro social