brinquedos

Ações da Imaginarium suspensas à espera de venda

Imaginarium tem novas lojas
Imaginarium tem novas lojas

Grupo de brinquedos espanhol recebeu propostas de compra vinculativas que podem salvar a frágil situação financeira

O destino da Imaginarium poderá ficar decidido nos próximos dias, depois da empresa de brinquedos ter comunicado que recebeu várias propostas de compra.

Se algum dos interessados avançar com uma proposta definitiva pode ser a tábua de salvação que a empresa espanhola necessita, depois de vários meses a negociar com os credores a reestruturação da dívida, tentando evitar a falência.

O comunicado levou a que a cotação das ações da Imaginarium fosse suspensa na MAB, bolsa secundária espanhola. Uma das propostas, admitiu a Imaginarium no comunicado enviado, citado pela Reuters, é do fundo espanhol PHI, especializado em comprar empresas em dificuldades e a preço baixo para as reestruturar.

A proposta pode gerar recursos suficientes para a empresa reequilibrar a sua situação financeira e prosseguir com o plano de negócio, acredita a Imaginarium. Esta oferta, diz a empresa espanhola, conta com o parecer positivo do conselho da Imaginarium mas está condicionada aos credores aceitarem perdoar a dívida financeira da loja de brinquedos.

As ações da Imaginarium foram suspensas valendo 0,25 euros cada, o que equivale a uma capitalização bolsista de 5,6 milhões de euros, um quarto daquilo que valia em 2013. De resto, a Imaginarium perdeu praticamente metade do seu valor nos últimos seis meses.

A empresa, criada em 1992 e cotada no mercado bolsista alternativo espanhol desde 2013, conta com 384 lojas em 28 países, que representam quase 60% das vendas. Em Portugal a Imaginarium tem 24 pontos de venda. É o quinto mercado do grupo, a seguir a Espanha, Rússia, México e Itália. As contas de 2016 do grupo ainda não foram divulgadas mas, nos primeiros nove meses, a Imaginarium facturou 54 milhões de euros, uma queda de 17% face ao mesmo período de 2015.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Vista de Lisboa. D.R.

Lisboa, Barcelona e Nova Iorque pedem poder para limitar preços das casas

Miguel Pais do Amaral

Pais do Amaral suspeito de desviar dois milhões para benefício pessoal

Número de casas penhoradas é hoje residual; desde maio de 2016, a lei não permite a venda de habitação permanente para pagar ao fisco

Fisco só concretiza 12% das penhoras. Contas bancárias são principal alvo

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Ações da Imaginarium suspensas à espera de venda