Ações do BPI sobem 3,8% e já estão ao valor da OPA

Ações do BPI seguem já nos 1,13 cêntimos por ação, o novo valor oferecido pelo CaixaBank na oferta de compra que ontem ganhou novo ânimo

Os investidores reagiram positivamente à reunião de acionistas do BPI e as ações do banco já lideram os ganhos da praça nacional.

O banco liderado por Fernando Ulrich soma 3,8% em bolsa, para o 1,132 cêntimos por ação, depois de os acionistas terem aprovado o fim aos limites de voto que consistiam um entrave à OPA lançada pelo CaixaBank.

Com a desblindagem dos estatutos, a oferta de compra dos catalães do CaixaBank pode finalmente avançar. Inclusivamente os acionistas maioritários já aumentaram o preço oferecido por ação que agora está fixado em 1,134 cêntimos, muito próximo da cotação atual.

Para este resultado terá sido determinante a proposta realizada pela administração do BPI a Isabel dos Santos, que permite ceder 2% do Banco de Fomento de Angola à Unitel, que passa a ter o controlo do banco. Atualmente, o BPI detém 50,1% do capital do BFA, enquanto a Unitel é dona de 49,9%.

O CaixaBank detém atualmente 45,67% do BPI. Quando lançou a oferta em abril avançou com um preço de 1,113 euros por ação.

A CMVM suspendeu ontem a negociação dos títulos à espera da divulgação de informação relevante resultante da reunião de acionistas.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de