Bolsas europeias em alta, à espera da Fed

Os investidores continuam focados na situação pré-bélica entre a Ucrânia e a Rússia

Dinheiro Vivo/Lusa
A board displays the chart of Germany's share index DAX © AFP

As principais bolsas europeias negociavam, nesta quarta-feira, em alta, à espera das decisões de política monetária da Reserva Federal dos EUA (Fed) e atentas às tensões entre Kiev e Moscovo.

Cerca das 08:55 em Lisboa, o EuroStoxx 600 avançava 1,61% para 466,94 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt subiam 1,61%, 1,72% e 1,91%, bem como as Madrid e Milão, que se valorizavam 2,04% e 1,74%, respetivamente.

Depois de abrir em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência, estando cerca das 08:55 o principal índice, o PSI20, a subir 2,04% para 5.519,15 pontos.

Os investidores continuam focados na situação pré-bélica entre a Ucrânia e a Rússia, mas à espera hoje das conclusões da reunião da Fed, que o mercado antecipa que incluirão uma retirada acelerada dos estímulos monetários e subidas das taxas de juro em março.

Na Europa, onde hoje o Governo alemão anunciará novas previsões de crescimento para 2022, no mercado de matérias-primas, o petróleo Brent, de referência no Velho Continente, estava a subir 0,5% para novos máximos desde 2014.

A bolsa de Nova Iorque terminou em baixa na terça-feira, com o Dow Jones a cair 0,19% para 34.297,73 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro.

O Nasdaq fechou a desvalorizar-se 2,28% para 13.539,30 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1205 dólares, contra 1,1288 dólares na terça-feira e 1,1196 dólares em 24 de novembro, um mínimo desde julho de 2020, e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro de 2021.

O barril de petróleo Brent para entrega em março abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 88,59 dólares, um novo máximo de sete anos, contra 88,20 dólares na terça-feira.

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG