Banca e Galp levam PSI 20 a acompanhar perdas europeias

Juros seguem a recuar
Juros seguem a recuar

A bolsa de Lisboa encerrou a sessão de hoje em terreno negativo, em linha com as perdas registadas pelas principais praças europeias, pressionada pelos títulos do sector financeiro e pelos pesos-pesados.

Na Europa, as principais praças terminaram com perdas que oscilaram entre os 0,2% do índice francês e os 2,7% da bolsa espanhola, tal como nos Estados Unidos em que as praças norte-americanas seguem igualmente no vermelho.

A pressionar os mercados acionistas esteve a situação de instabilidade política na Grécia, com a especulação de que o impasse na formação do novo governo possa intensificar ainda mais a crise da dívida soberana, bem como a nacionalização parcial que deverá acontecer esta tarde ao banco espanhol Bankia.

O índice PSI 20 fechou a
desvalorizar 0,81% para os 5.218,34 pontos, com 11 cotadas no vermelho e 8 em alta.

Destaque para as ações da banca que penalizaram a praça lisboeta, sobretudo o BCP que perdeu 5,5% para os 0,103 euros, depois de ontem ter anunciado que vai propor na assembleia geral marcada para 31 de Maio a redução para metade do seu capital social, acompanhado pelo BES que desceu 4,57% para os 0,606 euros e pela Espírito Santo Financial Group que recuou 0,93% para os 5,2 euros.

A contrariar esta tendência do sector esteve o BPI que avançou 0,24% para os 0,417 euros, ainda animadas pelo reforço feito pela Santoro, holding da empresária angolana Isabel dos Santos, que passou a controlar quase 20% do capital do banco.

Os títulos com maior peso também pressionaram o índice, com a Galp Energia a deslizar 2,95% para os 10,685 euros, penalizada pela queda dos preços do petróleo, seguida pela PT que regrediu 0,89% para os 4,229 euros e pela Jerónimo Martins que desvalorizou 0,63% para os 14,1 euros.

Nota ainda para a Zon, cujos títulos ganharam 1,4% para os 2,61 euros, a reagirem positivamente à compra feita por Isabel dos Santos da participação de 5% detida anteriormente pelos espanhóis da Telefónica passando agora a ser a maior acionista da operadora portuguesa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Frielas, 23/07/16 - Making of da nova campanha da NOS, filmada nos estúdios Contra Campo, que irá para o ar no início de Agosto e tem o actor Nuno Lopes como protagonista. 

(Sara Matos / Global Imagens)

NOS vai à praia com Nuno Lopes e a nova aplicação de TV

Fotografia: Gonçalo Delgado / Global Imagens

Passos. Estratégia para por o país a crescer é debate que está por fazer

Rita Torres Baptista, diretora de marca e comunicação da NOS

Fotografia: Sara Matos / Global Imagens

A Nos quer olhar os clientes nos olhos e chamou o Nuno Lopes

Pilotos e tripulantes da Air France têm protagonizado várias greves nos últimos meses. Fotografia: REUTERS/Philippe Laurenson

Air France: Greve de tripulantes cancela dois voos de e para Lisboa

Uber

UberIceCream regressa mas com a Häagen-Dazs

Contact Center em Fafe da Altice tem recrutamento da Randstad

Fala francês? Randstad está a recrutar para contact center de Fafe. E não só

Conteúdo Patrocinado
Banca e Galp levam PSI 20 a acompanhar perdas europeias