Banca e Galp levam PSI 20 a acompanhar perdas europeias

Juros seguem a recuar
Juros seguem a recuar

A bolsa de Lisboa encerrou a sessão de hoje em terreno negativo, em linha com as perdas registadas pelas principais praças europeias, pressionada pelos títulos do sector financeiro e pelos pesos-pesados.

Na Europa, as principais praças terminaram com perdas que oscilaram entre os 0,2% do índice francês e os 2,7% da bolsa espanhola, tal como nos Estados Unidos em que as praças norte-americanas seguem igualmente no vermelho.

A pressionar os mercados acionistas esteve a situação de instabilidade política na Grécia, com a especulação de que o impasse na formação do novo governo possa intensificar ainda mais a crise da dívida soberana, bem como a nacionalização parcial que deverá acontecer esta tarde ao banco espanhol Bankia.

O índice PSI 20 fechou a
desvalorizar 0,81% para os 5.218,34 pontos, com 11 cotadas no vermelho e 8 em alta.

Destaque para as ações da banca que penalizaram a praça lisboeta, sobretudo o BCP que perdeu 5,5% para os 0,103 euros, depois de ontem ter anunciado que vai propor na assembleia geral marcada para 31 de Maio a redução para metade do seu capital social, acompanhado pelo BES que desceu 4,57% para os 0,606 euros e pela Espírito Santo Financial Group que recuou 0,93% para os 5,2 euros.

A contrariar esta tendência do sector esteve o BPI que avançou 0,24% para os 0,417 euros, ainda animadas pelo reforço feito pela Santoro, holding da empresária angolana Isabel dos Santos, que passou a controlar quase 20% do capital do banco.

Os títulos com maior peso também pressionaram o índice, com a Galp Energia a deslizar 2,95% para os 10,685 euros, penalizada pela queda dos preços do petróleo, seguida pela PT que regrediu 0,89% para os 4,229 euros e pela Jerónimo Martins que desvalorizou 0,63% para os 14,1 euros.

Nota ainda para a Zon, cujos títulos ganharam 1,4% para os 2,61 euros, a reagirem positivamente à compra feita por Isabel dos Santos da participação de 5% detida anteriormente pelos espanhóis da Telefónica passando agora a ser a maior acionista da operadora portuguesa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Usados-carros-dicas-26d88f95262fb04408cf1721d918f6efc0da028d

São feitos quase 600 créditos por dia para comprar carro

Rendas da energia pesam 80 euros na conta da luz em 2018

José Vieira da Silva, ministro do Trabalho. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

CML admite comprar 11 prédios da Segurança Social

Outros conteúdos GMG
Banca e Galp levam PSI 20 a acompanhar perdas europeias