aumento capital bcp

BCP. Direitos disparam quase 10%

Direitos do BCP seguem em forte recuperação depois da CMVM ter proibido a venda a descoberto das ações.

Os direitos do BCP seguem esta manhã em alta depois da proibição da CMVM de vendas a descoberto decidida pela CMVM para a sessão de hoje, invertendo a tendência de queda registada na sessão de ontem, a primeira no âmbito do aumento de capital e onde os títulos afundaram 11%.

Os direitos do BCP seguem hoje a valorizar 9,38% para 0,70 cêntimos – depois de ontem terem aberto a valer 61 cêntimos -, o que está a puxar pelas ações do banco. A CMVM proibiu a venda a descoberto porque as ações caíram mais de 10% na sessão de ontem.

Os títulos do banco valorizam 2,13% para 15 cêntimos depois da queda de 11% na sessão de ontem.

A meio da manhã já foram transacionados mais de 14,5 milhões de direitos.

O aumento de capital do BCP decorre até dia 2 e cada direito permite comprar 15 ações a 9,4 cêntimos cada uma. O banco quer captar 1,3 mil milhões de euros para devolver 700 milhões em CoCos e normalizar a sua atividade. A Fosun já fez saber que elevará a sua participação até 30%, num investimento até 531 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Banco de Portugal

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho

Pingo Doce

PD. Sindicato quer impugnar no Tribunal “golpada” no referendo do banco de horas

Hiper Pingo Doce__00266

Sindicato leva banco de horas do Pingo Doce a tribunal

BCP. Direitos disparam quase 10%