BCP dispara 9% e leva PSI20 a terminar a ganhar 3%

O banco liderado por Miguel Maya fechou a terceira sessão de bolsa do ano com um ganho de mais de 9% e impulsionou o principal índice bolsista nacional a terminar o dia a subir mais de 3%. Entre as restantes praças europeias, o dia foi também de ganhos.

A bolsa de Lisboa encerrou a sessão desta quarta-feira, 6 de janeiro, em alta, com o BCP a subir mais de 9%. O PSI20, principal índice da praça lisboeta, subiu 3,19% para os 5.168,32 pontos, com 17 das 18 contadas que integram o índice no verde. A estrela da sessão foi o BCP. O banco liderado por Miguel Maya terminou o dia a disparar 9,18% para os 14,27 cêntimos por ação, depois de durante a sessão ter chegado a subir mais de 10%.

O banco acompanhou assim o sentimento registado um pouco por todo o setor bancário na Europa, que fechou em alta, tendo sido impulsionado pela crescente confiança dos investidores que, no Estados Unidos, o Partido Democrata iria ficar com o Senado, o que pode abrir a porta a introdução de mais estímulos na maior economia do mundo, de acordo com a Reuters. Para se ter uma ideia, no espanhol IBEX 35, o Bankinter terminou o dia a subir mais de 6% e o Santander quase 7%. Em Paris, o Société Générale terminou a sessão em bolsa com uma valorização de quase 7%.

As ações do setor energético também estiveram em destaque nesta sessão bolsista, impulsionadas pelas perspetivas quanto à economia dos EUA. Na bolsa de Lisboa, as ações da EDP fecharam a valorizar 3,73% para os 5,502 euros e a EDP Renováveis ganhou 3% para 24,05 euros. Já a Galp Energia avançou 2,96% para os 9,25 euros por ação.

Na praça nacional, nota ainda para os títulos do retalho. A Jerónimo Martins (dona dos supermercados Pingo Doce) fechou a sessão a somar 1,31% para os 14,275 euros. O banco de investimento Goldman Sachs emitiu uma nota de research em que estima que as vendas do grupo liderado por Soares dos Santos tenham acelerado quase 3% em 2020. E revê em alta as estimativas de vendas para este ano e para o próximo.

A Sonae (dona dos supermercados Continente) terminou a sessão com uma subida de 2,21% para 69,5 cêntimos.

No resto da Europa, o dia foi assim de ganhos. Em Madrid, o IBEX 35 terminou a valorizar 3,20%, em Paris, o CAC40 subiu 1,19%, em Frankfurt, o DAX ganhou 1,76% e, em Londres, o Footsie 100 somou 3,47%.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de