Bolsa de Lisboa caiu mais de 2% em linha com as principais praças europeias

Os receios de que se venham a implementar mais medidas, devido à subida do número de infectados por covid-19, penalizou as praças europeias.

O principal índice da bolsa de Lisboa (PSI20) terminou a sessão desta segunda-feira, 21 de setembro, a cair 2,22% para 4.158,14 pontos, seguindo as fortes descidas das bolsas europeias, devido aos receios de novas restrições após um aumento de casos de covid-19.

Nas principais bolsas europeias, as descidas foram mais acentuadas, com Frankfurt a cair 4,37%, Milão a recuar 3,75%, Paris a desvalorizar 3,74%, Madrid a perder 3,43% e Londres a recuar 3,38%.

Na bolsa de Lisboa, das 18 cotadas que integram o PSI20, 16 desceram e duas ficaram inalteradas.

As maiores descidas foram da Altri (-5,90% para 3,99 euros), da Mota-Engil (-5,67% para 1,20 euros) e da Pharol (-5,16% para 0,11 euros).

A Novabase perdeu 4,99% para 3,43 euros, o BCP baixou 4,08% para 0,09 euros, a Navigator desceu 3,46% para 2,23 euros e a Galp cedeu 3,21% para 8,43 euros.

Com desvalorizações ligeiramente mais baixas fecharam a Sonae SGPS (-3,19% para 0,58 euros), a Semapa (-2,86% para 7,81 euros) e os CTT (-2,58% para 2,45 euros).

A Jerónimo Martins caiu 2,40% para 13,82 euros, a EDP Renováveis baixou 1,95% para 14,06 euros e a EDP perdeu 1,04% ficando a valer 4,17 euros por ação.

As cotadas que ficaram inalteradas foram a Ibersol (5,30 euros) e a Sonae Capital (0,70 euros).

Numa sessão em que os investidores mostraram receios quanto a uma possível imposição de medidas de confinamento devido a uma nova vaga de covid-19, o setor da banca esteve também sob pressão, após revelações do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação acusando grandes bancos internacionais de terem permitido transações com montantes elevados de "dinheiro sujo".

Em Frankfurt, o Deutsche Bank terminou a perder 8,76% e em Londres o banco britânico Standard Chartered baixou 5,82%.

A meio da sessão, em Wall Street, alguns dos grandes bancos também seguiam em queda, com destaque para o JPMorgan Chase, que descia 4,08%.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de