Bolsa

Bolsa de Lisboa em alta, com BCP a subir quase 3,5%

(João Manuel Ribeiro/Global Imagens)
(João Manuel Ribeiro/Global Imagens)

A bolsa de Lisboa mantinha a tendência de alta da abertura, com o BCP a liderar os ganhos, a subir 3,43% para 0,11 euros.

A bolsa de Lisboa mantinha a tendência de alta da abertura, com o BCP a liderar os ganhos, a subir 3,43% para 0,11 euros.

Cerca das 09:15 em Lisboa, o principal índice da bolsa, o PSI20, subia 1,31% para 4.462,56 pontos, com 16 ‘papéis’ a valorizarem-se, um a cair (Ibersol, menos 1,55% para 5,08 euros) e outro a manter-se (Novabase).

Aos ‘papéis’ do BCP seguiam-se os da Mota-Engil, Sonae SGPS e os da Altri, que registavam ganhos de 2,99% para 1,17 euros, 2,19% para 0,65 euros e 1,96% para 4,36 euros.

As ações da NOS, Navigator e da Semapa também registavam acréscimos superiores a 1%, já que subiam 1,88% para 3,68 euros, 1,85% para 2,20 euros e 1,72% para 8,30 euros.

Outras das ações que subiam mais de 1% eram as dos CTT (1,65%) e Sonae Capital (1,56%).

Na Europa, as principais bolsas abriram hoje em alta, sem a referência de Wall Street desde quinta-feira, a seguir a tendência da Ásia, onde se esperam novos estímulos económicos.

As bolsas europeias estavam hoje a seguir o otimismo da bolsa de Xangai, a principal da China, que subiu 5% e assim recuperou os valores desde o início da pandemia, animada com possíveis estímulos económicos, já que não têm a referência de Wall Street, que esteve fechada na sexta-feira.

Hoje os investidores vão estar pendentes da publicação de alguns indicadores macroeconómicos, como a balança de pagamentos da zona euro e a atividade no setor dos serviços nos Estados Unidos.

Em Londres, começa a quinta ronda de negociações sobre o ‘Brexit’ para alcançar um acordo comercial antes de 31 de dezembro.

Wall Street esteve fechada na sexta-feira, véspera do feriado do Dia da Independência (Independence Day) nos Estados Unidos, depois de na quinta-feira ter terminado com o Dow Jones a subir 0,36% para 25.827,36 pontos, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, também na quinta-feira, o Nasdaq fechou a avançar 0,52% para 10.207,63 pontos, um novo máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1292 dólares, contra 1,1248 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em setembro abriu com tendência positiva, a cotar-se a 43,63 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 42,80 dólares na sexta-feira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Banco de Portugal

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho

Fotografia: D.R.

OIT. 42% dos jovens viu rendimento reduzir devido à pandemia

recibos verdes

Recibos verdes com trabalho dependente passam a ter apoio

Bolsa de Lisboa em alta, com BCP a subir quase 3,5%