Bolsa de Lisboa

Bolsa de Lisboa em alta pela terceira sessão consecutiva

Foto: DR
Foto: DR

O PSI-20,principal índice português, contraria a tendência europeia

O PSI-20 abriu esta quinta-feira a subir 0,49%. O principal índice português contraria a tendência europeia, apesar de registar oscilações menos expressivas do que as da semana passada, quando a Bolsa de Lisboa foi fortemente influenciada pelas movimentações no BCP, Pharol e BPI. O BCP sofreu um aumento de capital de 13, mil milhões de euros. A Oi poderá receber uma proposta da Cerberus o que influencia a cotação da Pharol e o BPI sofreu uma OPA do CaixaBank.

A compra pelo banco espanhol fez o BPI sair do PSI-20 que atualmente negoceia com 17 títulos e reajustou os pesos das cotadas. A liderar estão Galp Energia, Jerónimo Martins e a EDP, com ponderações no índice à volta dos 15.80%, 14.70% e 12%, respetivamente. Por outro lado, Sonae Capital e Caixa Económica Montepio Geral têm pesos inferiores a 1%.

Em detalhe, esta quarta-feira, a Bolsa de Lisboa regista ganhos generalizados. Os CTT sobem 1,04% para 5,15 euros, a Nos 0,44% para 5,266 euros, o BCP 0,27% para 0,489 euros e a Galp Energia 0,47% para 13,76 euros. Contrário à tendência está a EDP que perde 0,32% para 2,841 euros.

Nos mercados europeus, há tendências em diferentes direções. Paris (CAC40) e Londres (FTSE100) estão em baixa, enquanto Madrid (IBEX) e Frankfurt (DAX) estão a subir. Nesta altura, a época de resultados aproxima-se do fim, saindo hoje os da Nestlé e Air France – KLM.

No mercado norte-americano, o sentimento positivo mantém-se com os mercados a atingirem máximos no encerramento pela quinta sessão consecutiva, algo que já não acontecia desde 1992. Os índices refletem as promessas de Donald Trump de menor regulação e reforma fiscal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Bolsa de Lisboa em alta pela terceira sessão consecutiva